O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

PESQUISAR NESTE BLOG

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

DOR É SEMPRE DOR - SENTINDO NA PELE.

DIA 20 DE SETEMBRO DE 2012 - Aos vinte e dois meses da partida do meu Filhote, entre os dias saudosos, outros muitos saudosos e alguns de saudade agonizante eu vou sobrevivendo quem sabe superando... Não sou tomada pela crise de choro desesperador como antes, não sei se esta fase das crises de choro desesperador do luto interno se encontra controlada ou estável no meu emocional. 
A dor continua presente o tempo todo, mas já eu estou tão calejada por ela ou de tanto doer seu efeito é menor sobre mim. 
A saudade, ah! meu Deus, ela aumenta cada instante, neste espaço de vinte e dois meses ela só tem aumentado progressivamente sobre mim, sinto saudade de tudo que vivemos juntos,  dos momentos que são só nossos, saudade dos beijos e abraços, da voz, do assobio, saudade dos passos lagos dentro de casa, saudade do sorriso, enfim saudade e mais saudade.
A ausência física do meu Filhote se tornou cada vez mais perceptiva, é tão notável ao entrar no seu quarto e ver que tudo permanece igual, não há mais bagunça, não há cama desarrumada, não há cadernos e livros espalhados, não há roupas jogadas sobre a cama ou chão, não há guarda-roupa desorganizado, não há o cheiro do seu perfume no ar como também não há os cds de músicas e games misturados e com eles o fone de ouvido sobre o rack.
O luto interno tem suas fases e não segue regras, cada Mãe ou Pai vive de maneiras diferentes uns dos outros, o que está acontecendo comigo neste vinte e dois meses de ausência do meu Filhote em minha vida, não é o mesmo para outras Mães e Pais Enlutados neste mesmo tempo de luto, e não irei desrespeita-los jamais, porque cada um sobrevive um dia após outro do seu jeito, da sua forma. Eu não sei se esta é a melhor definição para a dor que sentimos dentro de nós pela ausência dos nossos Filhos, mas vou tentar explicar desta forma.
ESFOLAMENTO -  É a remoção da pele do corpo de um ser vivo. Parece cruel pra você? Mas é isto mesmo, embora não fomos esfolados, mas sentimos o esfolamento por causa da retirada dos nossos filhos de nossas vidas, estando nós ainda vivos. Então imagine que o seu corpo foi esfolado, estando você vivo, todo o teu corpo é tomado pela dor, tudo dói. 
Através do esfolamento o corpo sangra o tempo todo, durante o sagramento você deseja que tudo termine, porque você acredita que partir terminará com o teu sofrimento eliminando a dor presente em teu corpo. 
E até que comesse fazer pequenas cascas para dar início há uma cicatrização teu corpo continuar doendo, doendo sem parar, doendo sem dar trégua, até mesmo o respirar é doloroso. Quando começam as formações das cascas em todo corpo, porque você sangrou tudo o que tinha que sangrar e o sangue foi coagulando e petrificando na superfície da carne, que se prepara para cicatrização, mesmo assim, a dor continuar ali, e você percebe que ela não cedeu. 
E mesmo ocorrendo as cicatrizações o teu corpo não será mais o mesmo,  marcas de cicatrização por todo o corpo acompanhada pela dor, agora você conhece a dor, sabe o que provocou a dor e com tudo ela continua doendo. Mas você está calejado pela dor, o seu efeito já não é tão grande quando era no começo, mesmo assim, você sente a dor, porque a dor é sempre dor ela continua com o tempo, apesar das cicatrizações.
Será que agora as pessoas conseguem entender o que acontecem com Mães e Pais Enlutados, nós estamos doloridos, o tempo todo é dor... Dor da partida, Dor de saudade, Dor de amor, Dor de ausência, Dor das lembranças... dor, dor, dor, dor, dor.... só dor, ela não tem piedade, ela não é misericordiosa em nenhum momento, ela fragmenta, ela perfura, mas não tira em momento algum a nossa capacidade de continuar amando os nossos Filhos Ausentes em nossas vidas. O amor tem esse poder sobre nós, ele não tem fases, ele é sempre o mesmo em qualquer situação quando se ama.
Não dá para generalizar achando que a partida de um(a) Filho(a) é como as partidas de seres, ou melhor, de entes queridos que amamos diferenciandos; mãe, pai, avô, avó, tio, tia, primo, prima, sobrinho, sobrinha, marido, esposa, noivo, noiva, namorado, namorada, amigo, amiga, colega ou apenas conhecidos (...) Para cada grau de parentesco a dor é diferenciada, ela não é igual, ela se faz destindamente na sua intensidadee profundidade. Somente as pessoas tão sem conhecimento, tão sen noção em relação a dor, é capaz de generalizar, sem difundir, vulgarizando o seu efeito naqueles a quem sentem, tornando comum este sentimento em suas vidas.

INATINGÍVEL - É uma pessoa ou algo que é um alvo que não se atinge ou não pode ser atingido, pois ele se encontra muito longe da mirra seja ela qual for. Na postagem Desígnios e Milagres de Deus postaram um comentário chamando-me de INATINGÍVEL, não sei nem porquê? Linkhttp://maesefilhoseloeterno.blogspot.com.br/2012/09/designios-e-milagres-de-deus.html Era tão óbvio. Tão fácil de entender. Eu estava tomada pela tristeza originada pela partida do meu Filhote, o ciclo natural da vida havia se quebrado comigo e isto foi o motivo que me  trouxe este sentimento de tristeza ou desgosto, eu expressava o meu desânimo, minha frustração, minha decepção e nada do que me falavam amenizava a minha dor, porque homem nenhum tem este poder, assim como muitas vezes não conseguem entender o que está em evidência. 
Eu fui atingida pelo ciclo natural da vida,  fui o seu alvo, ele se quebrou e ninguém podia mudar este fato ocorrido na minha vida e nem seus efeitos.
A dor me dominava por completo e nada mais me comovia, estava vulnerável diante da partida do meu Filhote, nada poderia ser pior que isto, nada... Eu me pergunto: "será que as pessoas tem noção do que falam, quando abrem a boca para expressar certas palavras?". 
Entendo que cada pessoa tem sua visão e opinião em determinados assuntos da vida e sentenciar as pessoas sem passar pelo que elas estão passando isto é muito ruim, porque ninguém aqui pode condenar atitudes, gestos e sentimentos de Mães e Pais Enlutados pelos seus Filhos. 
Se as pessoas não conseguem nos entender, a culpa não é nossa. Se não conseguimos ir até as pessoas para pedir ajudar não é porque não queremos, e sim, porque não temos forças para ir até elas e qualquer pessoa sensata saberia disto. Acho que está faltando mesmo é sensatez por parte das pessoas, isto praticamente está extinto, aliás muitas coisas estão em extinção no mundo dos homens. 
Não consigo entender quando as pessoas dizem, "que mesmo na distãncia se ama", meu entendimento é muito pequeno para isto, sou muito limitada, não sei amar na distância, porque eu desejo beijar, abraçar, conversar, rir com meu Filhote anseio isto em meu coração o tempo todo.
Eu continuo amando meu Filhote, mesmo não estando presente fisicamente em minha vida, sinto a força deste amor dentro de mim tão nitidamente, mas está foi a condição dos desígnios de Deus imposta em minha vida. Eu continuo desejando fazer o que sempre fiz com ele e não poder fazer isto, também me doe tão profundamente em meu ser.
Lembro-me, quanto trabalhava eu ligava para o seu celular para saber sobre o seu dia, no colégio, no curso, na academia ou simplesmente para ouvi-lo dizer: "E ai mãe, tudo beleza, tá de boa?", eu respondia: "Não, to com saudade", ele dizia: "Eu também", o trabalho me deixava longe dos meus Filhos durante o dia. 
Então, à noite ao retornar para casa eu sempre trazia comigo algumas guloseimas que eles gostassem, ao entrar em casa eles me recebiam com beijos e sorrisos, eu sentia o amor dos meus Filhos e do meu esposo e  isto era muito confortante após horas longe deles, voltar para casa e ficar ao lado de pessoas que eu amo.
Entregava para eles as guloseimas dizendo: "Somente depois do jantar", eles riam e olhavam um para outro, meus Filhotes sempre me esperavam para o jantar. Este momento era tão prazeroso, estávamos os quatros juntos novamente, conversando, rindo se olhando, se tocando... Para mim o fato de sempre poder trazer alguma coisa para eles comerem após o jantar era uma forma de demostrar o meu amor e o quanto eu pensava neles durante o dia.
É difícil, não consigo entender quando as pessoas dizem que amam mesmo na distância, estando você presente fisicamente; Sem te liga para perguntar como você está; Sem vim a tua casa; Sem te beijar ou abraçar; Sem conversar ou rir com você; Sem olhar profundamente nos olhos; Sem tempo para saber se você precisa de ajuda, afinal, que tipo de amor é este que eu não entendo. 
As pessoas que amo, eu quero ficar perto, quero ter comunhão, mesmo quando não me convém, mas pelo fato delas poderem estar precisando de mim, mesmo que eu não seja a pessoa certa naquele momento eu quero demostrar o meu amor por elas. Amar não é gostar e gostar não é amar, são sentimentos bem diferentes, com atitudes diferentes e não dar para generalizar e nem confundir os dois sentimentos como se fosse um só. Se algumas pessoas conseguem amar um ser presente em sua vida mesmo à distância, sem manter um contato, sem manter uma comunhão, elas realmente são superiores à mim.
FILOSOFIA - É o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem. Certas filosofias de pensamentos de vida é muito boa na teoria, pois na prática tudo é difícil, deixam muito à desejar. Claro que para os palpiteiros que gostam de palpitar sem nada fazer para ajudar ela é ótima. É teoria sem prática.
Eu prefiro ficar com o meu conceito; "se as minhas palavras não vão aliviar, então darei um abraço"silenciar é bem melhor do que falar, quando se não entende o que está acontecendo em determinados momentos da vida alheia. Você só consegue entender o que de fato acontece com uma outra pessoa, quanto sente na sua pele o que ela está sentido, do contrário é só noção, não tem nada ver com compreensão.
Eu acredito no sobrenatural do Poder de Deus sobre a vida de Mães e Pais Enlutados pelos seus Filhos, porque apesar de todo o nosso sofrimento que vivemos dia após dia Deus nos concede Forças para continuarmos a nossa caminhada e ainda nos concede à Graça de perdoar tais pessoas.

SENTINDO NA PELE - Quanto você sente na pele o que outra pessoa está sentido, você se torna diferente no pensar e no agir, porque agora você conhece a dor, ela não é mais imaginária, é real e se faz presente todos os instantes em sua vida. É muito estranho porque sabemos que todos nós iremos partir um dia, mas quando chega o dia e muito doloroso para quem fica. Hoje com carinho, com todo meu amor e todo o meu respeito que eu falarei destas pessoas que marcaram a minha vida, ao lado delas eu vivi e com cada uma delas eu aprendi.
ESTEVÃO IN MEMORIAM - Quando meu avozinho e padrinho de batismo Estevão por parte paterna partiu, devido um acidente vascular cerebral aos 62 anos de idade, eu era muito pequena tinha entre 7 à  8 anos de idade, mas me lembro de ver o meu pai chorando em silêncio, por muitas vezes as lágrimas escorriam em sua face e isso durou por um longo tempo. 
Quanto falávamos do meu avô padrinho, meu pai disfarçava, mas ele era tomado pela dor que o fazia chorar, e com certeza vinha em sua memória tudo que viveu ao lado do meu avô, eu nunca conheci minha avó paterna, ela partiu dando a luz a minha tia Dora à caçula do primeiro casamento, meu avó ficou viúvo e com cinco Filhos para criar, após alguns anos casou-se novamente. 
CIPRIANA IN MEMORIAM - Quando a minha avozinha Cipriana por parte materna partiu de infarto fulminante aos 65 anos de idade, eu estava entre 12 à 13 anos de idade, é tão nítida as imagens agora, quantas e quantas foram as vezes que vi minha mãe chorando, as lágrimas desciam em sua face como cachoeira, por muitas vezes o seu olhar estava tão distante e quantas foram as vezes que ela expressava a sua saudade pela minha avó, ela contava para mim e minhas irmãs o que viveu ao lado da minha avó, talvez para tentar amenizar a sua dor, a sua saudade naquela época. 
Não sei se minha mãe superou a partida da minha avó, o tempo foi passando, nós fomos crescendo e muitas coisas foi acontecendo, minha mãe falava pouco sobre a minha avó e quando isto acontecia seus olhos lacrimejava, porém não era mais tão intenso. Hoje eu sei o que foi sentido pela minha mãe naquela época em que minha avó partiu de sua vida.
ANA IN MEMORIAM - Quando minha sogra amada partiu aos 51 anos de idade por um câncer no colo do útero que se avançou de uma forma repentina em sete meses, mesmo fazendo a radioterapia que veio perfurar a sua bexiga e tendo que usar uma sonda urinária, ela resistiu durante o tempo do tratamento com bravura e com sua fé inabalável em Jesus Cristo nosso Senhor, eu estava com 24 anos de idade grávida do Teteu, minha sogra sabia da minha gravidez, ela partiu, e um mês depois o Teteu nasceu. 
Quantas foram as vezes que eu vi meu esposo em silêncio, onde as lágrimas refletiam a sua dor, a saudade pela sua mãe. Ela sempre foi a nossa companheira de lutas, o exemplo de amor e fidelidade para com a Obra do Senhor e seus servos, nunca conheci uma pessoa como ela. 
Eu sei que até os dias de hoje meu esposo chora em silêncio por ela, por tudo que ela representa  em sua vida, se hoje ele é um homem de Deus foi pela bravura, a ousadia, a fé e a certeza da vitória por parte da minha sogra. Não conheci meu sogro Edson, quando conheci meu esposo ele havia partido alguns meses antes devido um acidente vascular cerebral.
CARMELITA IN MEMORIAM - Quando a minha mãezinha partiu aos 57 anos de idade devido uma cirurgia para retirada de um tumor maligno, contraindo uma infecção hospitalar que levou ao choque séptico, eu estava com 35 anos de idade havia chegado a minha hora, era a minha vez de sentir na pele tudo que minha mãe e meu esposo sentiram na pele quanto suas mães partiram de suas vidas. 
Eu não gostei, ninguém gosta, porque dói demais, não há controle sobre os sentimentos que afloram em nós com tanta intensidade e profundidade, eles surgem sem limites, sem barreiras... Minha mãe foi guerreira, com bravura lutou, eu já falei como tudo aconteceu na postagem "Dose Dupla." 
Linkhttp://maesefilhoseloeterno.blogspot.com.br/2011/04/dose-dupla.html
Minha mãe nos ajudou muito, sempre nos deu incentivo quando tudo parecia perdido. Foi a única avó que meus Filhotes Teteu e Kekel conheceram na vida. Minha mãe era tudo que meus Filhotes tinham como exemplo de avó, amiga, companheira e cúmplice, os mimos que ela fazia para eles, os presentes dados em cada aniversário, dia das crianças, natal e mesmo fora das datas, sei o quanto meus Filhotes sentiram a sua partida. 
O Teteu foi seu primeiro neto homem, então já podemos imaginar o que ela fazia por ele, depois de mim, acredito que só a minha mãe fez pelo meu Filhote tudo que estava em seu alcance com prazer, sem reclama, sem enfardo, sem bisbilhotar e muito mais, o seu amor pelo neto falava mas alto em sua vida.
MATEUS IN MEMORIAM - Meu Teteu, meu Filhote Amado, são tantas coisas para falar de você. Como todos já sabem meu Filhote partiu por asfixia mecânica por afogamento aos 17 anos e vinte quatros dias de idade, eu estava com 40 anos de idade, justamente no mês de novembro onde eu completei 41 anos de idade, até então não conhecia a dor de ver um Filho partir sem nada poder fazer para impedir que o ciclo da vida quebrasse na minha vida.  
Vê-lo partir deixando para trás os seus sonhos, as conquistas, as vitórias, as realizações de uma vida inteira para ser vivida ao lado de pessoas que realmente o amam e querem todo o bem e o melhor que a vida pode oferecer, o que eu sinto, é algo que somente é compreendido por Mães e Pais Enlutados pelos seu Filhos, fora desta condição ninguém entenderá ou compreenderá.
Isso não é bom, nunca será, e para compreender tudo isso só "quem sente na pele ou quem está sentido na pele", porque assim se conhece a realidade da dor, só assim é possível conhecer a dor, o que ela faz, quais são seus efeitos e quais são seus estragos e diante dela o quanto somos fracos. 
Quando conhecemos a dor deixamos de ter noção que é a teoria tão falada, para vivermos a compreensão que é a prática. tão sentida.
É, talvez a dor seja capaz de nós fazer INATINGÍVEL, talvez ela tenha mesmo este poder ou efeito sobre nós em relação ao comportamentos, atitudes, gestos, conversas, opiniões, questionamentos, julgamentos e críticas de outras pessoas. 
Quem sabe, estas coisas não nos atingem mais, pois já fomos atingidos pelo ciclo da vida, portanto elas se tornaram tão pequenas e fútis para nós.
Através da dor conhecemos a intensidade e a força do nosso Amor pelos nossos entes queridos que partiram, onde ela nos ensinou a dizer; "até logo" às pessoas que amamos, contudo sem tirá-las do nosso coração... 
E diante de tudo que eu expresso, pois eu sei, eu conheço a pura realidade sobre a dor, o que ela causa e por mais que muitos não gostem de saber desta verdade, esta é a pura verdade é assim mesmo, não podemos passar por cima da dor e fingir que tudo está bem, porque convém para a vida alheia, conosco isto não funciona, porque estamos "sentindo na pele", o que não queríamos e nem gostaríamos de sentir jamais.

REFLEXÃO DE MAGDA: "Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração."
REFLEXÃO DE MÁRCIA SANTOS: "As pessoas que amamos elas nunca morrem, apenas partem antes de nós, permanecendo vivas no coração de quem as amam... e as amam muito."
REFLEXÃO DE PENSAMENTO DO ANTROPÓLOGO E HUMANISTA INGLÊS - Palavras ditas por um homem que popularizou relações entre raça, o gênero humano e a politica ao desenvolvimento: "Ao perdemos o interesse do amor pelos nossos semelhantes perdemos a capacidade de sermos felizes." - Ashley Montagu


Dedico esta postagem aos Pais Enlutados os de ontem, os de hoje e aos de amanhã...
Email para contato: "marushasantos@uol.com.br/marushavieira@hotmail.com"


ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS AOS ELEITORES,  SEGUIDORES E AOS PAIS ENLUTADOS DO BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO





terça-feira, 11 de setembro de 2012

MÃES E FILHOS ELO ETERNO EM LUTO PELA CHACINA DO RIO JANEIRO NA BAIXADA FLUMINENSE - NILÓPOLIS

11 DE SETEMBRO DE 2012 - Dia triste não somente para as famílias e amigos desdes jovens de Nilópolis, mortos na Baixada Fluminense, mas para todos que se dizem ser humano, os dias são maus, os homens perderam o seu referencial. Homens criados para amar incondicionalmente o seu semelhante se tornaram totalmente tão cruéis, exterminam (((matam))) o seu semelhante sem dó, sem piedade e sem nenhum motivo. Porque ainda que haja um, nada em nenhum momento justificará ou explicará o extermino de uma vida.
Drogas, armas, disputa de espaço e etc? Qual a explicação para tudo isso? 
Não se trata de educação, não se trata de classe social, não se trata de sobrevivência,  não se trata de religião, não se trata de hora errada, lugar errado, não se trata de justiça. Vidas que foram ceifadas brutalmente. 
Do que se trata então? Se trata de um país mal governado, porque os poderosos pensam: "não é o meu Filho, não é ninguém da minha família, não foi com nenhum dos meus, não é comigo." Então, dana-se os fracos!!!. Para os seus tudo; segurança, moradia, trabalho, lazer, educação, etc. Isso tem nome e chama-se Egoísmo.  
EGOÍSMO - É o hábito ou atitude de uma pessoa que coloca os seus interesses, opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar em detrimento (ou não) do ambiente e das demais pessoas com quem se relaciona. 
CRUELDADE - É o prazer que se tem em fazer o mal a outrem. Não for dizer que esta é a lei dos mais fortes. Homens que são cruéis, eles não são fortes e sim fracos, deprimentes e repugnantes em atitudes, sentimentos, valores e princípios em relação aos outros seres.  
DOCILIDADE - É a mansidão com que se aprende ou é ensinado alguma coisa de bom, pelo qual se vive. Os dóceis estes sim, são fortes, porque carregam dentro de si atitudes, sentimentos, valores e princípios em relação aos outros seres, dignos de honra e respeito.
É, é isso mesmo, o mundo está cheio de EGOÍSMO, pessoas que só olham para si, para seu umbigo, só pensam em si. Vivem em um mundo egocêntrico que criaram para si, onde os demais tem que sujeitar ao seu egocentrismo onde tudo tem que se moldar aos seus interesses sendo sempre o melhor para ela, só ela pode ter o melhor, anulando os demais que sofrem as conseqüências desta atitude. 
Onde iremos parar, se não podemos deixar nossos Filhos andarem na rua, no bairro, na cidade em que nasceram e vivem? Onde iremos parar com tanta violência? Será a extinção da raça humana.
É assim que termina? Os cruéis exterminam os dóceis???!!!.... 
Será que os nossos Filhos não tem o direito de ir e vim de qualquer lugar em segurança? Em paz? Sem sofrerem qualquer tipo de violência ou brutalidade?
Eu gostaria de dizer qualquer frase de conforto
com palavras certas que pudessem amenizar a dor desses pais, mas não posso, porque eu sei, que nada que eu diga irá amenizar um pouquinho da dor por menor que seja.
Não irá amenizar a dor dilacerante existente no coração de cada mãe, pai, irmão, irmã, avó, avô e aos demais familiares, amigos, colegas e conhecidos destes jovens que partiram de forma violenta, bruta e sem nenhuma razão. 
Parece que nos dias atuais em que vivemos - a vida de um ser humano não vale nada, não tem valor, não merece respeito - foi banalizada pelos de sua espécie. Isto é lamentável pois mostra o monstro cruel e bárbaro que estão criando neste pais sem punição, onde a justiça não sai do papel chamado legislação que regem as leis brasileiras.
Nada, nada mesmo, nada que eu diga irá diminuir a frustração, a decepção, a indignação, a revolta, a irá e a sede de justiça que se fazem presente neste momento tão doloroso em suas vidas. Estes sentimentos devem ser respeitado, porque Mães e Pais Enlutados sabem o que significa isto, o que acontece neste momento tão doloroso em nossas vidas.
Seus Filhos partiram num dia comum de suas vidas, era para ser somente um passeio entre amigos na cachoeira e nada mais. E terminou assim... 
Ah! Meu Deus, como eu sinto toda essa dor em meu coração! Sinto no mais profundo do meu ser! 

NOSSA ORAÇÃO PARA AS FAMÍLIAS - Queridos leitores e seguidores do Blog Mães e Filhos Elo Eterno, neste momento vamos ser uma só pessoa, vamos unir a nossa fé, iremos pedir ao Senhor Deus e Pai de todos nós através da oração que Ele seja a Força destas famílias, que o Seu Amor seja o refúgio para eles e que os Seus Braços sejam os abraços de seus Filhos Amados onde possam se consolar.

"Grandioso Deus e Eterno Pai Celestial, neste momento pedimos ao Senhor as Tuas virtudes divinas:
Pai, Envolva cada vida com o Teu Espírito Consolador, seja presente como brisa suave agora sobre estas famílias. 
Pai, Derrama o Teu Bálsamo Curador sobre estes corações onde as feridas estão abertas e sangrando o tempo todo. 
Cuida Pai Amado dos familiares de Christian, Gláuber, Victor, Douglas, Josias e Patrick não permita o desespero em seus corações e as aflições tomarem conta de cada ser que compõe estas famílias.
Cuida Pai Querido deste jovens, receba-os em teus braços... cuida deles como os seus pais cuidariam, se com eles estivessem...
Eles agora encontram-se junto de Ti, no Teu Reino de Amor e Paz, guardados de todo o mal, ao lado de tantos outros jovens que partiram deste mundo cheio da crueldade e de violência humana.
Cuida dos que estão no céu como também os que estão na terra, pois somos dependente de Ti, do Teu Amor, da Tuas Força, da Tua Graça, do Teu Amparo, do Teu Conforto, do Teu Consolo, da Tua Miserciórdia, da Tua Justiça Divina sobre nós e acima de tudo do Teu Perdão pelos que somos capazes de fazer ao nosso semelhante.
Entrego tudo e a todos em Tuas Mãos Santas e Poderosas." 
Assim seja, Graças à Deus, Amém...


    NOSSA HOMENAGEM AOS JOVENS E SUAS FAMÍLIAS
Meu Respeito, meu Carinho e as minhas Condolências, aos Pais Enlutados: "Em cada jovem, uma vida que se foi, um sonho que acabou, uma história que ficou, uma dor a ser sentida, uma saudade sem fim, uma ausência irreparável, um vazio sem tamanho, uma justiça à espera..."
              ELES VÃO COM OS ANJOS... ELES VÃO EM PAZ... 
Josias Searles de 16 anos
Patrick Machado de 16 anos
Gláuber Siqueira de 17 anos
Victor Hugo Costa de 17 anos
Douglas Ribeiro de 17 anos
Christian de 19 anos
JOVENS DEMAIS....    CEDO DEMAIS...

RFLEXÃO DO ANTROPÓLOGO E HUMANISTA INGLÊS - Estas são as palavras ditas por um homem que popularizou relações entre a raça, o gênero e a política ao desenvolvimento: "Ao perdemos o interesse do amor pelos nossos semelhantes perdemos a capacidade de sermos felizes." Ashley Montagu
REFLEXÃO DE MÁRCIA SANTOS: Estamos vivendo em dias maus, eles realmente são maus, portanto somente acreditando em dias bons fará a diferenças em nossas vidas, isto ainda não foi tirado de nosso coração, está no mais Íntimo do nosso Ser, o Ato de Acreditar.
"Eles não são os primeiros, mas eu gostaria que fossem os últimos.
Quantos mais terão que partir? 
Para que se faça alguma coisa neste país? 
Uma política decadente, faz um país hostil e cria cidadãos oprimidos."

                         ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS E FAMÍLIA

             

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

DESÍGNIOS E MILAGRES DE DEUS


DESÍGNIOS - São os mistérios de Deus reservado para ao homem que nunca em momento algum será revelado. Algo que aconteceu que não há explicação por mais que tentamos achar uma. É difícil entender os desígnios de Deus em nossa vida, ou podemos dizer plano, projeto, intenção, propósito, isto porque desconhecemos o que acontecerá conosco no momento seguinte. 
Jamais saberei o que levou meu Filhote pegar o caiaque naquele dia 20 de novembro de 2010 para dar a sua última volta, foi isto que ele falou para sua tia: "vou dar minha última voltinha", da qual não voltou para os meus braços; O que ele pensou? Qual a sua intenção? O que o moveu para fazer isto, já tão próximo de virmos para casa? O que ele sentiu? O que de fato aconteceu? Porque minha cunhada não nós avisou? Sendo ela tia, sendo o Teteu menor de idade, porque não usou da sua autoridade? Meu Filhote com certeza lhe obedeceria, bastava só falar com ele. Do pier, local onde a minha cunhada estava sentada até o local onde aconteceu a partida do meu Filhote, o que aconteceu de verdade. Isto é o meu desígnio em minha vida, nunca saberei e não adianta tentar supor alguma coisa ou idealizar, eu nunca saberei, estas perguntas só me torturarão todas as vezes que eu as fizer.
O que eu realmente sei  por convicção, é que no o dia 20 de Novembro de 2010, o qual se deu a partida do meu Filhote é um desígnio em minha vida, desconhecido por mim, somente conhecido por Deus.
Na época do ocorrido ouvir tantas frases e nenhuma delas me convenceram ou foi suave aos meus ouvidos: "Foi melhor assim; ele está melhor; cumpriu sua missão; ele era bom demais para esse mundo; você tem que ser forte; você tem outros Filhos; você tem seu marido; pelo menos Deus te deixou algo em que se apoiar; sua família precisa de você..."coisas deste gênero corriqueiras e rotineirasEu me perguntava: "onde está Deus em tudo isso?", as pessoas não sabem ou não conseguem consolar ninguém por desconhecerem a nossa vulnerabilidade à tudo, podem deduzir, calcular até mesmo imaginar mas não chegarão um por cento de tudo que estamos sentido, não falavam nada diferente do que eu  já sabia, eu não precisava que ninguém viesse falar "dos valores do meu Filhote", eu o conheço muito bem para saber quem ele é
Nem minha Filhota Kekel foi poupada algumas insistiam nas especulações por que disto ou daquilo para saírem deduzindo o que lhe convém, outras vezes falavam do acontecido de forma que a dor aumentava e outras vezes as conversas chegavam até minha família de forma deturpada, não respeitando o momento tão doloroso da minha família, não respeitava a memória do meu Filhote e a sua ausência entre nós. 
Talvez realmente tinham o intuito e queriam de fato ajudar, mas a forma estava errada, elas não paravam para nos ouvir e isto aumentava a nossa dor, porque queríamos falar, queríamos chorar... pouquíssimas pessoas estavam dispostas a nos ouvir e chorar conosco. Então percebemos que nos restava se apegar com Deus muito mais do que antes para suportamos aquele momento, e assim temos feito, primeiramente em nossas vidas Deus, Ele vem antes de qualquer coisa neste mundo.
Somente vivendo para saber e ainda podemos ser julgados e maus interpretados por estarmos tomados pela tristeza originada pela partida dos nossos Filhos, cada Mãe ou Pai sabe do valor do seu Filho em sua vida.
Obs: Se homem soubesse que dará conta de todas as palavras que seus lábios proferirem, ele não falaria tanto, somente o necessário usando de toda cautela, e mesmo assim, somente para edificar: "Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do Juízo. Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado" Mateus 12:36,37.
O estrago é muito grande e as vezes não tem conserto quando palavras são expressadas no intuito de destruir, de separar, de dividir ou de semear contendas e outras coisas mais: "Vede com a fagulha põe em brasas tão grande selva" Tiago 3:6. Todo cuidado é pouco antes de sair falando ou transmitindo aquilo que ouvimos, muitas vezes por educação: "...Alimenta-te da verdade" Salmos 37:3b.

VIDA - Para vimos a este mundo, precisa haver um ato de união entre um homem e uma mulher da qual surge à concepção é o que chamamos de reprodução humana, chegamos por meio do parto natural (vaginal), devido os problemas que surgem ao dar à luz a mulher pode ser submetida a uma cesária; "O homem, nascido da mulher, é de poucos dias e farto de inquietação"  Jó 14:1.
PARTIDA (morte) - Deveria de uma forma única para sairmos dele também, todos deveriam partir da mesma forma letal o que chamamos de morte natural (velhice) ao invés disso temos várias condições mórbidas e não sabemos como partiremos (morreremos) por doenças, acidentes, suicídios e homicídios, se será súbita, violenta, acidental, para alguns o Ciclo da Vida é muito curto, curto, longo ou muito longo; "Visto que os seus dias estão determinados, contigo está o número dos seus meses, e tu puseste limites, e não passará além deles"  Jó 14:5.
O que podemos chamar de fatalidade ou tragédia neste Ciclo da Vida. É fato que todos nós  partiremos (morremos) um dia. Mas há tragédia nisso? O que é tragédia? Tragédia é ver alguém que amamos partir prematuramente sem que possamos evitar o ocorrido.
Somos Mães e Pais de Filhos Ausentes que vivem está fatalidade que chegou como tragédia em nossas vidas, isto são os desígnios de Deus, nunca saberemos o porquê deste fato ocorrer tão prematuramente em nossas vidas. E viver com este fato é tão doloroso quanto a dor que sentimos e a saudade pela ausência dos nossos Filhos.
INCONFORMISMO - É impossível aceitar que conosco foi diferente, que o ciclo natural da vida quebrou conosco, que não teve sentido, que não foi honrado, que os nossos Filhos deveriam nos enterrar e nós acabamos de enterra-los. Isto é o motivo que traz o sentimento chamado tristeza ou desgosto expressando o desânimo ou a frustração deste ciclo da vida que não ocorreu naturalmente como deveria ser em nossas vidas. 
Independentemente da cultura ou origem da religião, seita, crença, credo seja qual for a denominação não dá para aceitar, não podemos mudar nada do que já foi feito e por isso sentimos incapazes. 
É como cruzarmos os braços para ver onde vai dar tudo isto, porque tudo perdeu o seu valor e sentido de ser, não há cores, não há alegrias, não há motivações, parte de nós se foi com nossos Filhos, ficamos catatônicos à deriva por efeito da dor e saudade, perdemos o rumo.
Neste momento ainda que você não acredita em Deus, e não acredita no poder da oração. Respeito você, tudo bem cada um na sua. Mas precisamos acreditar em alguma coisa, algo que não pode tocar, ver ou ouvir. Porque a vida é difícil demais para ficar sozinho, sem nada em que se apegar ou segurar, sem algo que seja sagrado e que vá além do nosso raciocínio lógico. 


   Video feito pela Magda aos seis meses após a partida
do nosso Teus z2 ou Branquelooo, 
é assim que ela, 
costuma chamá-lo

    




MILAGRES - É o ato realizado por Deus na vida do homem, é  o sobrenatural, somente os que acreditam em milagres podem vivência-los mediante a fé no que crer. Grande é o número de Mães e Pais que viram seus Filhos partirem prematuramente de suas vidas, grande é o estrago que ficou em nossas vidas, todos os dias temos que enfrentar a dor, a saudade e a ausência, como se não bastasse tudo isso, temos as criticas acompanhadas com um toque de demagogia e ironia para supera-las. É claro, muitas vezes um gesto por menor que for é bem melhor do que palavras ditas.
Estamos à espera de um milagre que parece que nunca irá chegar, precisamos de um milagre em nossas vidas, assim como precisamos do oxigênio para respirar, algo que seja sobrenatural sobre nossas nós, que o homem não tem o poder de faze-lo acontecer sozinho em sua vida.
Esperamos um milagre que tire a dor, a saudade imensa e a ausência  dos nossos Filhos em nossas vidas. Será que existe este milagre?
Nossos Filhos ainda existem, são verdadeiros  e continuam sendo parte de nós, mesmo tomados por Deus tão repentinamente e inesperadamente,   sabemos o que passamos, o que suportamos e não acabou pois o milagre ainda não se realizou, o desígnio de Deus já foi realizado em nossas vidas, mais o milagre ainda não veio, e por mais que almejamos nunca mais seremos os mesmos, algo mudou em nós,  já não vimos as coisas como antes. 
E mesmo que o milagre que esperamos aconteça em nossas vidas, será impossível esquece-los ou deixar de ama-los, nossos Filhos serão sempre nossos Filhos oDesígnios e nem os Milagres de Deus mudarão este fato, eles vão além do nosso raciocínio lógico, assim como o Amor que sentimos pelos nossos Filhos. 
Desígnios e Milagres sempre andarão juntos e se farão presentes à qualquer momento.


POSTAGEM DO BLOG  DE ANNALU MÃE DE RAFAEL  - Uma pessoa que eu amo muito. Ela e Rafa representam para mim o que eu acredito que seja verdadeiramente Mães e Filhos Elo Eterno. Anna é de Aracaju, eu de São Paulo, estados diferentes, lugares diferentes, nunca nos vimos, mas temos muitas coisas em comum, entre elas nossos Filhos, já falei sobre eles no Blog no dia 22 de Maio 2011.
Link da postagem: http://maesefilhoseloeterno.blogspot.com.br/2012/05/teteu-e-rafa.html
Expressamos através do Blog todos os sentimentos dentro de nós, ela do seu jeito, eu do meu, talvez na falta de não termos pessoas que nos entendam profundamente e adequadamente  em nossa volta. 
Deus nos uniu, e foi pela internet, não somos as únicas, existem uma infinidade de Mães e Pais que escrevem em seus Blogs sobre o Amor que sentem pelos seus Filhos. 
Meu Deus! Tem tantos Blogs de famosos e anominos exalando a essência da vida de cada Filho(a) que partiu, do Amor que ficou e, que não cabe em nossos corações, por que se tornou em norme. Da dor, saudade e triste que vivemos num luto interno que, o mundo circular nem faz idéia do que sejam todos estes sentimentos que exponhamos e que estão dentro de nós todo o tempo. 
Anna certa vez disse: "foi por acaso", eu digo que não: "isto faz faz parte dos Desígnios e Milagres de Deus", não sabemos como Deus age na vida de cada um, o que sabemos é que Ele Age; "Quanto entregamos o nosso caminho ao Senhor, confiamos n'Ele, e Ele tudo fará" Salmos 37:5 pode demorar... Ele agirá.
Eu e Anna juntamente com um grande número de Mães e Pais que presenciamos os nossos Filhos serem tomados por Deus, independentemente como partiram, estamos passando por dias maus, não temos que nós envergonhar de nada, temos fome de Filhos sim, e no agir de Deus em nossas vidas no momento certo nos fartaremos deles, Salmos 37.10
TEM JEITO 
As pessoas simplesmente acham que um batom, um vestido florido, o
salto costumeiro e o sorriso nos lábios resolvem qualquer coisa, mas  
não pacificam a morte.

Depois sugerem o trabalho, desafios, cabeça ocupada, diversão, amigos, casa cheia, viagens, saídas divertidas, mas essas coisas também não anulam a morte.

Depois definem que temos que nos doar, que fazer outras vidas sem pensar em despedidas, trabalho social, apoio moral, mas essas coisas também não substituem a vida ceifada pela morte.

Então as pessoas te rotulam, te destratam e te tratam como se fossem sacerdotes sobre sua vida, pajés sobre sua dor. Mas a noite continua comprida e a falta e a ausência latente.

Aí chegam em sua vida, apontam em sua cara, cospem em seus sonhos, riem de sua fé  e simplesmente dizem, você não quer melhorar não é? 

Só que a cama e o lençol destas pessoas continuam esticados e com cheiro de brisa de mar, mas sua cama não desfeita, vazia e com ares de abandono é a maior prova de que sua ausência ainda dá as cartas em nossas vidas.

Tem jeito, mas não é o seu. Não sei qual é, mas tem um jeito: o de DEUS.
REFLEXÃO DE MÁRCIA SANTOS - Em cada Filho que partiu está um desígnio de Deus ocorrido na vida de seus pais, uma história à ser contada e relembrada, uma dor, uma saudade, uma ausência à ser sentida, os nossos Filhos são inesquecíveis.

Eu não fui a primeira a ver o meu Filho partir da minha vida, já existiam Mães e Pais antes de mim, também não serei a última, pois virão Mães e Pais depois de mim, nenhuma Mãe, nenhum Pai estão preparados para verem seus Filhos partirem dos seus braços para nunca mas voltar nesta vida.
E até onde eu sei para isto não existe diferenças nas classes sociais baixa, média ou alta, famosos ou anônimos, nas crenças, religiões, seitas ou credos, seja qual for a denominação, tenha o nome que tiver, na hora, os sentimentos são os mesmos para todos agem na mesma proporção, intensidade, profundidade e extensão, não há limites, o tempo e a distância não são favoráveis, eles nunca serão;  "Mas a sua carne nele tem dores, e a sua alma nele lamenta" Jó 14:22.
A DOR -  É única não importa se você é forte ou fraco, qual a sua estrutura espiritual, emocional ou psicológica, ela dilacera o coração do mesmo jeito. 
A SAUDADE - É sufocante quase não conseguimos respirar, as lágrimas descem dos nossos olhos e não conseguimos evitar, é igual para todos. 
A AUSÊNCIA - Nos fragmenta a cada instante leva-nos agonizar por um presença real que não temos como vê-la, ela agora está projetada somente em nossa memória através das nossas lembranças dentro de nós. 

O LUTO - Não nos elimina da face da terra, não sabemos como, mas acabamos sobrevivendo e,  com o tempo ele se torna interno dentro de nós. Ele não provocou a nossa partida, mas nos fez  forte à cada dia e mais ciente que há tempo para vivermos e há tempo para partirmos.
Estamos sempre no auge do suplício e mesmo que amenize em determinados momentos não conseguiremos em tempo algum:
Entender ou achar uma explicação para o que aconteceu conosco!!!...
Por que teve que ser assim?
Por que fomos as escolhidas?
Por que nossos Filhos  os escolhidos do Senhor? 
Nunca acharemos uma resposta em momento algum para o que aconteceu...
Pois isto, faz parte dos Desígnios de Deus em nossas vidas, assim como os Milagres.
É Ele Quem dar o Conforto...
É Ele Quem derrama o Bálsamo Curador ao Seu tempo...
É por meio do Seu Espirito que o Consolo chega em nossas vidas e alcança o nosso coração.
"Não é por força e nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos”(Zacarias 4:6).
E sendo Deus o provedor dos milagres, "E Deus suprirá todas as nossas necessidades segundo as suas riquezas na Glória em Cristo Jesus" Filipenses 4:19talvez o fato de conseguirmos dar continuidade a nossa caminhada com todos estes sentimentos explodindo dentro de nós em relação aos nossos Filhos, e sem a presença deles em nossas vidas, mesmo sabendo o quanto é difícil tudo isso, enfrentar um dia após outro, seguimos enfrente com a ajuda de Deus, e provavelmente isto seja um milagre de Deus sobre nós do qual não temos ciência e apesar deste milagre presente em nossas vidas, algum dia alcançaremos o seu climax total o "Reencontro com nossos Filhos Amados", e se alguns de nós já estivermos preparados para partimos, é porque o milagre aconteceu de fato. 
"Porém, morto o homem, é consumido o corpo, sim, rendendo o espírito onde está ele?"  Jó 14:10.
Será que o homem sabe verdadeiramente o porquê vem ao mundo?
Será que o homem sabe verdadeiramente o porquê se vai deste mundo?
"O profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, da ciência e dos conhecimentos de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e inescrutáveis os seus caminhos!"
"Quem compreendeu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro?"
"Ou quem lhe deu primeiro a Ele, para que lhe seja recompensado?"
"Porque d'Ele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele seja a Glória Eternamente!".  Amém Romanos 11:33-36

TRECHOS DA ÚLTIMA CARTA DE OLGA - "Queridos: Amanhã vou precisar de toda a minha força e de toda a minha vontade. Por isso, não posso pensar nas coisas que me torturam o coração, que são mais caras que a minha própria vida. E por isso me despeço de vocês agora.
Prometo-te agora, ao despedir-me, que até o último instante não terão porque se envergonhar de mim. 
Quero que entendam bem: preparar-me para a morte não significa que me renda, mas sim saber fazer-lhe frente quando ela chegue. Mas no entanto, podem ainda acontecer tantas coisas... Até o último momento manter-me-ei firme e com vontade de viver. Agora vou dormi para ser mais forte amanhã".
Olga Bernário Prestes.
DEDICO ESTA POSTAGEM À TODOS AQUELES QUE ACREDITAM EM DESÍGNIOS E MILAGRES DE DEUS

ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS AOS SEGUIDORES E LEITORES E AOS PAIS ENLUTADOS DO BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO.

MÃES E FILHOS ELO ETERNO

Loading...

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br