O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

PESQUISAR NESTE BLOG

domingo, 20 de agosto de 2017

MATEUS & LEANDRO ETERNOS EM NOSSOS CORAÇÕES

20 DE AGOSTO DE 2017 - O tempo que passa,  a vida que segue, a saudade que aumenta e as lembranças que ficam, sim elas ficam exaladas em nós. Quero dizer que elas emitem ou manifestam as imagens que temos guardadas dos nossos filhotes, tudo e todos os momentos que vivemos ao lado deles. O mais estranho é que conseguimos projetar novas imagens deles em determinadas situações como se conosco eles estivessem.
As lembranças, elas são como brisa suave num momento de extrema saudade que acalentam o nosso coração saudoso. Agora completam exatamente oitenta e um mês que me distância de meu Teteu, daquele triste dia em que partiu para nunca mais voltar.
O tempo passou e seguiu seu curso, até que por um e-mail recebido obtive contato com Leonardo, irmão de Leandro, cuja família se identificou com a minha história. Trocamos emails, e por fim o contato com Ivone, a mãe de Leandro que encontrava no Blog as palavras e o apoio que ninguém poderia dar a ela em meio a sua dora.
MÁRCIA E IVONE - O que tem em comum, temos Filhotes Mateus e Leandro eternamente e incondicionalmente amados. Sim, somos Mães Enlutadas pelo mesmo destino que nos unem a Ausência e a Saudade de um Filho, e não adianta querer entender se você não passou por este momento doloroso, nunca entenderá o que somos deste que os nossos Filhotes partiram. Só sei, que é isto que o Blog faz, ele aproxima Mães e Pais Enlutados de toda parte do mundo, não é só no Brasil, também em outros países, seja por e-mail, face ou watsap não importa estamos unidos pelo mesmos sentimentos de luto.
MATEUS & LEANDRO ETERNOS EM NOSSOS CORAÇÕES -  A História do meu Teteu todos os leitores do Blog já conhecem, mês a mês eu tenho expressado a minha evolução no luto interno e eterno pelo meu Filhote, eu digo que não sou diferente de ninguém, eu apenas compreendi que sem Deus eu não conseguiria passar pelo vale da sombra morte e sobreviver a cada dia sem a sua força, amparo e consolo. Agora vocês irão conhecer  o Leandro,  por meu do relato escrito que passo para Blog na intriga feito pela sua Mãe, a minha querida Ivone com todo meu amor e respeito exponho com a sua autorização o dia que o nosso Leandro partiu, num dia comum que era para ser mais um em sua família.
Aqui quem fala é a Mãe de Leonardo e Leandro.
Olá vou te contar tudo sobre a minha triste história, tenho 2 filhos Leonardo e Leandro, Leonardo tem 23 Anos, no dia 4 de outubro ele completa 24 anos, ele nasceu em 1992 foi ele que mandou o e-mail contando nossa dor.
Leonardo é um rapaz calmo e educado sua profissão é técnico em informática, sou casada a 26 anos com meu marido André, calmo de mais, só ele pra mim aguentar, está cada dia pior para mim, nada me satisfaz e nada me preenche, triste de mim se não fosse eles na minha vida, fizemos um piquenique para Paraíba praia de coqueirinho, em um belo domingo de sol, 06/09/2015.
Tudo perfeito a semana toda se arrumando se planejando para o piquenique, Leonardo e seu irmão Leandro adoravam praia, chegou o grande dia, colocamos tudo dentro do carro esperamos nossos amigos e familiares que iam chegar com suas famílias, naquele ponto de encontro. Só Felicidade (...)
Meu filho Leonardo resolveu ir no carro de Ricardo, o amigo dele, e fomos no nosso carro, eu meu marido, minha irmã e meu filho Leandro, tudo perfeito, quando chegamos que avistamos a praia, que praia linda, nós estávamos no paraíso, essas praias de Paraíba é um paraíso de tão lindas, passamos o dia todo, se divertindo comendo e bebendo água e refrigerante e tomando banho, tudo perfeito só felicidade. 
Já viajamos para muitas praias, uma mais linda que a outra, meus dois filhos são maiores de idade, mas não sabem nadar, isso é uma vergonha, nos Estados Unidos quase todo mundo sabe nadar, as escolas já tem piscinas para ensinar as crianças, o Brasil é uma vergonha.
Mas também não são meninos de ir para o fundo da praia, sempre no raso, eles não bebem e nem fumam, criei os dois como meu pais me criaram sem beber e sem fumar, nem dançar eles sabem, até parece que somos crentes, porque meus pais são do interior, eles são muitos desprovidos e conhecimentos. Você sabe como é essas pessoas arcaicas, tudo tinha regras e uma educação severa, os pais de hoje são muito mais liberais com seus filhos, por isso que o mundo está essa bagunça, eu acho que os filhos tem que respeitar os pais e os pais respeitar os filhos tudo na medida certa AMOR, CARINHO e quando precisar algumas PALMADAS. 
Uma educação influi muito na vida do ser humano, nunca deixei meus filhos sozinhos dentro da praia, tinha medo, e eles são adultos, mas pra uma mãe seus filhos nunca envelhece é sempre um menino, fico com as mãos brancas e os pés enrugadas tremendo os dentes dentro da água, olhando os dois tomarem banho, meu marido reclama porque eu fico o tempo todo dentro da água, eu falo pra ele que estou olhando os meninos, quando deu de tardinha, minha cunhada me chamou para ver as piscinas naturais que havia na praia, eu estava com eles dentro da praia, tinha onda que ela vinha e quebrava, sair da praia para olhar as piscinas naturais eu, minha cunhada, meu irmão e o filho deles de oito anos, minha amiga Claudia, Sergio seu marido e minha irmã também.
Meu marido ficou lá dentro da praia com eles dois e Ricardo também depois meu marido veio atrás olhar também, as piscinas naturais eram perto dali, passaram os vinte minutos der repente vem Ricardo correndo e gritando com as mãos na cabeça e eu e meu marido sem entender nada, corremos enfrente dele para ver o que estava acontecendo, quando cheguei perto dele que ele gritou:"o mar levou Leandro", naquele estante meu chão afundou e minha vida acabou, sair eu e meu marido correndo pra dentro da praia para buscar ele, mas as pessoas correram para nos resgatar saíram nos puxando, "se vocês forem atrás dele, vão se afogar também." e eu gritava muito, meu filho Leonardo chorava muito só de desespero, O meu marido e os meus familiares e amigos me prenderam no chão, eu estava muito nervosa e agressiva, veio os salva vidas, mas nada encontrarão, anoiteceu chamarão uma ambulância para min, me deram um calmante porque eu estava muito agressiva, quebrei a porta da ambulância e ninguém conseguia me deter, eu só queria meu filho, pense nisso tudo longe de casa, como era que agente uma noticia dessas ao meu pai de setenta e nove anos e minha mãe de setenta e dois anos.
Tomei um calmante sem querer dormi a noite todinha, e minha família resolvendo tudo, quando abro meus olhos de manhã, só choro e desespero parecia que eu estava em um pesadelo que não tinha fim, fui pra casa com minha irmã, Meu marido ficou na praia com nosso filho Leonardo e amigos, procurando o corpo dele, salva vidas e helicópteros também ajudaram, só desespero angustia e tristeza dentro do meu coração, quando cheguei em casa, entrei logo no quarto dele e desabei na cama dele.
Chorando me perguntando, Por que? Por Que Deus Fizeste isso comigo? ali já veio minha revolta com Deus, os dias se passando e o desespero só aumentando, minha casa sempre cheia de gente, tentando me confortar mas palavras nenhuma me preenchia só ódio no meu coração, me perguntando por que com ele. Leandro era um menino tão bom maravilhoso e educado, ele só tinha dezoito anos ele iria fazer dezenove anos no dia 22/09 ele nasceu em 96, o mundo do meu filho era o quarto dele, amava aquele computador seu aparelho de DJ, ele era fraco nos estudos mais era bom no inglês, gostava de música eletrônica e Rock, gostava muito de Re-dublar filmes com seu irmão, gostava de animais, games principalmente Animes japoneses, deixou o cabelo crescer para cachear, o sonho dele era conhecer o Japão, gostava de malhar no aparelho dele no seu quarto, eles dois nunca gostaram de futebol, faltava dois anos para ele terminar os estudos, ele era um rapaz feliz, e tudo acabou der repente, passaram o domingo, Segunda e a Terça, nada de encontrar o corpo dele.
Meu marido saia todos os dias, com os amigos para procurar, eles estavam muito cansado sem dormi esses dias, quando ele veio na BR pegou no sono e bateu no carro de leve, ainda bem que não foi grave resolveram lá com o rapaz, meu marido mostrou o boletim de ocorrência ai o rapaz entendeu o que estava acontecendo e voltaram pra casa, no outro dia tudo de novo, eu ficava em casa com meu filho Leonardo desesperada e acabada, quando foi na Quarta-Feira de manhã 09/09/2015 meu filho foi encontrado sem roupa nenhuma, do jeito que nasceu, sem cabelo desfigurado um buraco na barriga que via a espinha do outro lado, o pai quando ver o seu filho no estado daquele, ele se desesperam meu marido se ajoelhou e caiu no choro, as pedras judiaram muito do corpo dele, Leandro tinha muito medo do escuro ele só dormia com a luz acesa e a porta do quarto aberta, quando faltava energia eu corria logo para acender velas na casa toda, pra ele não ficar com medo e ele passou 3 noites dentro daquele mar escuro, era tão educado que não pegava uma roupa no varal de toalha quando saia do banho, pedia pra min buscar porque tinha vergonha, e foi encontrado NU sem nenhuma roupa porque o mar arrancou tudo dele, que humilhação.
Eu estou odiando praia enquanto eu viver na terra eu não chego perto de uma praia, por mim pode secas todas, eu agora vou te dizer o que eu sinto.
Uma dor dilacerante Angustia, Tristeza, Desespero, Ódio no meu Coração me levanto da cama apulso se teve-se um botão para min desligar eu apertaria sem medo, ai você vai me perguntar e seu filho Leonardo, seu Marido André, Seus pais, Seus Irmãos, para min nada me preenchi, nada faz sentido só dor e mais nada. não é egoísmo é o que sinto, dizem que a coisa pior do mundo é o Câncer, quem fala isso está errado a coisa pior do mundo é perder um filho, eu preferia ter Câncer e morrer, mas eu queria que meu filho estive-se aqui comigo, ele era muito novo e ainda iria namorar, se casar e ter seus filhos, eu já tive minha chance, tenho 43 anos já vivi muito, uma coisa eu digo a DEUS, ELE ACABOU COM MINHA VIDA NO DIA EM QUE MEU FILHO MORREU E EU TAMBÉM MORRI JUNTO, palavras bonitas que as pessoas falam pra min não me diz nada, estou fria feito uma pedra, se eu teve-se poder eu ressuscitava meu filho de volta, porque ele merece viver, eu digo isso a você sem medo, como 4 + 4 = 8.
Minha vida é comprar porta retratos para colocar as fotos dele, fiz um album dele com os colegas da escola, o quarto dele está do mesmo jeito, vai fica lá pra sempre até minha morte. Muita gente me criticam por deixar as coisas dele no quarto, mas eu quero que essas pessoas se dane, estou nem ai pra elas, compro flores brancas e coloco no jarro e ponho no quarto dele, ele foi sepultado no Caixão Lacrado porque estava em estado avançado, Todos os meses eu vou no cemitério colocar flores no tumulo dele, quem quiser falar que fale, eu faço o que meu coração manda.
Meu amor por ele é eterno, as pessoas sempre fala essa palavra "Meu Filho é insubstituível". Já eu falo que meu filho é único, todos os dias quando me deito eu penso em mente, pra não me acordar nunca mas, só pra não ter que sentir está dor, sou humana, sou fraca, sou uma mãe que chora todos os dias e noites, a perda do seu filho Amado Leandro, eu não sei o significado de um filho para essas mãe de hoje, tem mãe que deixa seus filhos embolando por ai como se fosse batata de feira, sei lá eu acho tudo tão estranho a criação de hoje.
Meus filhos para min são tudo de importante na minha vida, não chamo eles nem prata nem ouro e nem diamante, porque isso é muito pouco, mas uma coisa eu lhe digo, é um amor que não tem explicação é como a música do cantor Roberto Carlos, eu nem sou Fan dele mas acho essa música linda "COMO É GRANDE MEU AMOR POR VOCÊ". O que eu sinto é um amor sem limite e infinito que chega me sufocar, uma coisa eu lhe digo é muito bom e maravilhoso quando nós amamos um ser assim que sai do nosso ventre, com um amor todo como esse, nem precisa de ensinamento para amar o próximo, e sensibilizar com a dor dessas mães que perderam seus filhos. Queria ter o poder de Super-Man filme dos anos 70 e 80, com ator Christopler Reever que ele dava sua vida para as pessoas da terra, e esqueceu da sua amada, Lois Lane, que morreu sufocada dentro do carro, com terra caindo em cima dela em uma vala ou buraco não me lembro bem, mas me lembro bem quando Super-Man ver sua amada morta e dar aquelas volta ao redor da terra, para tudo voltar ao normal e sua amada viver novamente.
Ahhh! como eu queria ter aquele poder, mas somos só humanos e filme é ficção, porque o ator Christopler Reever levou uma queda do cavalo e passou anos numa cadeira de rodas até morrer nós ser humanos samos todos frágil, ser meu filho estive-se doente e morre-se eu estaria mais conformada, quem quer ver um filho doente sofrendo na cama do hospital com uma doença incurável, mas do jeito que ele foi jovem, saudável com a vida toda pela frente, é difícil.
Eu não me conformo, pode passar cem anos e não tem ninguém aqui na terra que faça me conformar com a morte do meu Filho, UMA IRMÃ serva de deus chegou para min dar a palavra e disse, "DEUS DÁ DEUS LEVA, PARA LÁ NA FRENTE ELE DÁ A RESPOSTA" ainda me disse mais "QUE ELE NÃO ESTAVA MAS SENTINDO DOR E ELE NÃO QUERIA MAS VOLTAR PRA TERRA" estou falando com as palavras dela, Eu falei para ela "SE DEUS FIZER ISSO COM SEUS PRÓPRIOS FILHOS, EU QUERO DISTANCIA DELE." e perguntei "A SENHORA QUER MORRER?" ela disse "não", ai eu falei "SE A SENHORA TENHA A CONVICTA CERTEZA QUE QUANDO MORRER, VAI FICA AO LADO DE DEUS, PORQUE VOCÊS CRENTES TEM MEDO DE MORRER?" Eu acho que quando a pessoa não tem o que falar, fica calado.
Não sei por que as pessoas passa por min e pergunta se está tudo bom, se elas sabem que não está, as vezes eu acho os ser humanos lerdos, eles sabem da minha dor não digo o problema, que problema se resolve, e ainda me pergunta se está tudo bom, eu tenho vontade de responder a eles "AHH ESTÁ TUDO TÃO BOM, TÃO MARAVILHOSO, QUE AMANHÃ EU VOU DA UMA FESTA LÁ EM CASA" oh povo sem noção, meu marido diz pra min, não fale nada, apenas responda tudo bom, eu falo pro meu marido, porque eles não falam apenas "Oi", porque aqui nesse mundo não tem nada de bom mas para min, do mesmo jeito que aprendi amar deus, eu aprendi a odiar com todo meu coração, sinto muito por isso, mas meu coração está preto, não consigo nem mas, orar. não acredito nele pra nada, eu não esqueço daquele dia que eu mais precisei dele, e ele nem ligou para min, clamei misericórdia, piedade e clemencia, perdi perdão pelos meus erros e pecados, na praia na hora do desespero e ele nem ligou para min, se não fosse por min seria pelo meu filho, me leva-se no lugar dele.
Dizem que deus sabe a dor de uma mãe eu acho muito difícil, porque se Deus sente-se a minha dor e houve-se o meu choro ele tinha dó de min, e essa conversa que ele deu seu único filho pra morrer pela gente, isso não justifica porque meu filho morreu, o filho de fulano de ciclano e beltrano tem que morrer? se ele levou meu filho pensando que eu iria procura-lo ou agradecer ele se enganou-se porque eu odeio cada dia mais, não sou hipócrita é o que eu sinto dentro do meu coração, me sinto impotente por não poder fazer nada pelo meu filho, criei ele com tanto carinho e educação me pedia pra sair com os colegas dele, eu só dizia não, tinha medo das drogas que alguém fizeste mal a ele e não deu em nada, meu filho morreu afogado, me arrependo dos não, que eu dava a ele, me machuca muito, no dia 06/04/2016 faz 7 meses da morte do meu filho e assim eu vou vivendo apulso, não tenho medo de morrer, se meu filho morreu porque eu não?.
Ausência COISA TERRIVEL,  ENTRO NO QUARTO DELE TODOS OS DIAS CHEIRO O TRAVESSERO DELE, SINTO O CHEIRINHO DE CASPA E SUOR, LEMBRO DO RISO MARAVILHOSO DELE PRA MIN, ABRO O QUARDA ROUPA MEXO EM SUAS ROUPAS E FECHO, ALISO A CAMA DELE E NÃO ENCONTRO NADA, APENAS LEMBRANÇAS EM QUE UM DIA O JOVEM CHAMADO LEANDRO VIVEU NAQUELE QUARTO, FECHO A PORTA E DESABO.
Sinto muito por Mateus ele era um rapaz lindo tinha os olhos da mãe, não conheci mas só de ver ele nas fotos, ele era um bom filho, chorei muito lendo seu blog é triste e cruel, me desesperei  tive que parar de ler e pegar uma toalha pra enxugar minhas lagrimas e me recompor de tantas tristezas, depois respirei e comecei a ler de novo, fico pensando por ai tanta gente ruim no mundo e não morre, por que eles? tem uns filhos aqui onde eu moro que só não engoli a mãe porque não passa na garganta, viciado em drogas pinta a misera pelo mundo afora, por que nossos filhos? teve uma morte tão triste e tão agoniantes se eles era tão bom filhos.
Espero que você já tenha se conformado com a partida de Mateus porque eu não consigo me conformar com a morte do meu filho, vai ser muito difícil me desculpe pelo meu desabafo, mas é isso que penso.
Mãe de Leandro Ivone!
Moro em Olinda/PE
ANEXEI UMA FOTO DA NOSSA FAMILIA
FINAL DO ANO DE 2014 PARA 2015 LEANDRO LADO ESQUERDO, EU, MEU MARIDO E LEONARDO NO LADO DIREITO
REFLEXÃO MÁRCIA SANTOS - Após a percepção em que os nossos Filhotes não estão mais conosco fisicamente os primeiros momentos são extremamente de revolta,  há muita dor, por isto são dolorosos ficamos tão indignados, todos os sentimentos afloram num único instante, ficamos anestesiados pela ausência deles. Não tem como limitar Mães e Pais enlutados, e não tem como e o porque julga-los por algo de errado em suas reações.
Entender a Ivone foi devido a minha cumplicidade na dor, entender tudo que ela sentiu e viveu no dia da partida de Leandro, o que foi exteriorizado e a sensação da dor que uma mãe sente ao ver seu filho partir. Ela não exagerou em nada. Todos temos, cada um possui o seu modo ou a forma de lidar com situações indesejosas que são impostas em  nossas vidas.


POSTAGEM NÃO CONCLUIDA



MÃES E FILHOS ELO ETERNO

Loading...

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br