O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

PESQUISAR NESTE BLOG

quarta-feira, 20 de março de 2013

O CICLO DO TEMPO


20 DE MARÇO DE 2013 - Aos vinte e oito meses da partida do meu Filhote, onde a saudade é intensa e plena constantemente, o tempo não parou, segue o seu curso natural sobre a minha vida, sobre a minha família. É tão paradoxo eu vou me distanciando deste dia lamentável 20 de Novembro de 2010, quando se deu a Triste Partida do meu Filhote, sem que eu pudesse me despedir e agradece-lo por tudo que me proporcionou durante os seus 17 anos e 24 dias de vida. Da forma inesperada como aconteceu, as lembranças deste dia trágico vem e predominam meus pensamentos nestes dias 20 à 25 de cada mês, não sei como evitar, só sei que acontece até que meu cérebro pare de projetar todos os momentos dolorosos que eu vivi. E por mais que os anos passem em minha vida, sempre será assim, porque não se trata de uma libertação, e sim, de uma experiência que não se esquece jamais, porque ao acontecer no passado causou a dor que eu sinto no presente, e que sentirei no futuro.
Link - http://maesefilhoseloeterno.blogspot.com.br/2011/03/mae-e-filho-elo-eterno.html
Depois do conflito inicial do luto, quando todos os sentimentos e sensações desconhecidas e inéditas afloraram de uma forma intensa e profunda sobre mim - os seus efeitos sobre o meu emocional, psicológico, espiritual e até fisicamente - que me deixou catatônica, a deriva no sentido a vida. Somente o Poder de Deus foi capaz de me alcançar e me trazer de volta para uma realidade dolorosa, dura e cruel, onde precisei de toda Força de Deus e de tudo que d’Ele emana para conseguir seguir o caminho, mesmo ferida e sangrando.  
Dentro de mim era como uma bomba relógio prestes a explodir ou se detonar a qualquer momento em contagem regressiva e tudo que estava ao meu lado em minha volta também seria detonado, seria explodido, tudo seria eliminado, todo o meu conceito de Lar e Família, de alguma forma ou de outra só dependia de uma ação, uma atitude, um gesto meu para evitar outra situação trágica.
Eu tinha, eu precisava encontrar em mim e trazer de volta, para o meu lar para minha família mesmo estando machucada, ferida e sangrando a - Mãe que sempre fui para minha Filhota Kekel, ela precisava de mim, como a mãe que sempre fui para ela - a Esposa, a companheira que sempre fui para meu Esposo, ele precisava de mim - E o motivo maior era continuar sendo a mulher que sempre fui para minha família, incluindo ao meu Filhote, ao meu Teteu que já  não se encontrava mais conosco.
Não é fácil para ninguém e nunca será seja homem ou mulher, não há facilidade quando você se enfraquece e precisa se fortalecer por amar os que ficaram e que dependem de você para infla-los a continuarem a caminhada juntos, por serem a sua Família. Mesmo estando mutilada ou amputada, faltando o membro que a completava, um ser tão amado e querido por todos, os que ficaram eles continuam sendo a sua Família, nada mudará este fato, mesmo que não sejam como antes. 
No primeiro momento a minha indignação, minha revolta, minha decepção sobre o que se abateu na minha família, a separação inesperada e a minha vergonha por pensar que por servir à Deus isto nunca poderia acontecer desta forma comigo, tomou conta de mim por completo. Pelo fato de sempre orar e abençoar os meus Filhos, apresentar a minha Família todos os dias à Deus e pedir pela sua Proteção e Livramento de todo mal que viesse acontecer sobre ela. 
E, no entanto, fiquei estagnada como se Deus tivesse falhado comigo, com se a minha fé não valesse de nada para com a sua Palavra e sua Fidelidade. Onde o seu Poder e o seu Livramento não funcionaram comigo, com a minha família por mais que eu acreditasse no seu escape para todos os momentos de perigo.
Levou quatro meses para que eu permitisse o mover de Deus sobre a minha vida e, eu pude então, perceber os seus cuidados. O dia mau chegou na minha vida e para minha família transformando os nossos dias em dias difíceis de serem vividos, como chega para todos de formas diferentes ou muitas vezes até semelhante. 
O meu Filhote partiria da minha vida, da nossa família de qualquer forma independentemente da minha fé, sendo cristã, evangélica, católica, espirita, ateu ou qualquer que fosse o meu credo religioso, já tenho esta certeza dentro de mim.
A diferença ocorreu por causa da Presença de Deus sobre a minha vida, quando quebrei as barreiras que cresciam e se fortaleciam dentro de mim, quando eu quis sair do maior abismo de escuridão, e que do meu jeito, eu só me afastaria dos seres que eu amo e que precisam de mim. Então, comecei a  buscar o Senhor, busquei e busco sem cessar muito mais do que antes quando se deu a partida do meu Filhote inesperadamente na minha vida: "Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está por perto" - Isaías 55:06. 
Hoje eu penso; se haverá dias em que buscaremos o Senhor e não o acharemos, o que será da humanidade? Então coitado do homem que acha que pode ser alguma coisa nesta vida sem Deus e de tudo que d'Ele emana, nos dias de dores, nos dias maus e tudo mais... 
Deus mantém a Fidelidade do seu Amor para conosco, não porque somos bons e merecedores, ou porque Ele é misericordioso como muitos deduzem ou pensam, mas sim, por causa da sua Palavra: "Deus não é homem, para que minta; e nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria Ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?" - Números 23:19.
Deus, Ele é Fiel em qualquer tempo à sua Palavra, as suas Promessas: “Seja o teu amor o meu consolo, conforme a tua promessa ao teu servo” - Salmos 119:76, todos os dias eu preciso de Deus, do seu Amor e, sem Ele eu não teria conseguido chegar até aqui, não teria a inspiração para criar o Blog Mães e Filhos Elo Eterno, não teria coragem de expor meu luto, falar do meu Amor pelo meu Filhote pela minha Família e pelo meu Deus. Ele me conduziu em tudo, ainda que eu não consiga entender os seus desígnios e milagres na minha vida. 
Afinal, Deus não é para ser compreendido ou entendido. Ele é para ser Amado, principalmente nos tempos de dores.
Sou um mulher normal, uma mãe enlutada pelo seu Filho como as demais no processo de luto interno, se assim, podemos denominar o que ocorreu sobre mim, quantas foram as vezes que a vontade, o desejo e a ansiedade pela presença do meu Filhote afloravam de uma maneira intensa, profunda e angustiante que muitas vezes me via sozinha em total desespero gritando pelo seu nome: “Teteu, meu Filhote cadê você”, “Teteu, eu quero você meu Filhote”, "Teteu a mamãe te ama", "Teteu eu preciso tanto de você, meu Filhote", em minha busca pela presença viva do meu Filhote, em meio ao choro desesperador, elevava o meu pensamento em Deus e começava a falar com Ele, sem uma ordem ou regras de palavras, sem reservas e expondo todos os meus sentimentos e dores sem ter vergonha - ira, ódio, decepção, frustração, revolta e a angústia - além do meu Amor e da minha necessidade pelo meu Filhote, e sempre Deus acabava me confortando e amenizando o estado de desespero pela presença do meu Filhote encontrado em mim: "Ó Tu que ouves a oração, a Ti virão todos os homens" - Salmos 65:02.
O tempo que Deus planejou e determinou que eu e o meu Filhote fossemos Mãe e Filho, havia se findado na terra, havia sido cumprido independentemente de quem partiu primeiro. Ele nos constituiu Mãe e Filho: "Porque n'Ele foram criadas todas as coisas que há no céu e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam denominações, sejam potestades. Tudo foi criado por Ele e para Ele" - Colossenses 1:16, e por mais que eu pense que este tempo foi curto demais, o propósito neste período tão intenso quanto breve foi concluído pela sua vontade, pois, se assim Ele quisesse tudo que vivemos juntos não teria se cumprindo.
Por acreditar em sua Palavra resistir à buscar meu Filhote em outras fontes ou lugares, dentro de mim eu sabia que jamais veria, tocaria e ouviria meu Filhote novamente nesta vida, conforme Deus orienta: "Quando tiveres entrado na terra que o Senhor, teu Deus, te dá, não te porás a imitar as práticas abomináveis da gente daquela terra. Não se ache no meio de ti quem faça passar pelo fogo seu filho ou sua filha, nem quem se dê à adivinhação, à astrologia, aos agouros, ao feiticismo, à magia, ao espiritismo, à adivinhação ou â invocação dos mortos, porque o Senhor, teu Deus, abomina aqueles que se dão a essas práticas, e é por causa dessas abominações que o Senhor, teu Deus, expulsa diante de ti essas nações. Serás inteiramente do Senhor, teu Deus.” - Deuteronômio 18: 9-13. Também desejei, mas não fiz: "Não façam cortes no corpo por causa dos mortos nem tatuagens em vocês mesmos. Eu sou o Senhor”- Levítico 19:28, vontade eu tive como todas as Mães e Pais enlutados, mas não fiz. 
Assim como estas orientações entre outras existentes na Palavra de Deus - "Livro da Vida" - para vivência do homem são difíceis de serem aceitas e seguidas, e não sou eu que irei mudar as práticas delas na humanidade. Sei que isto é forte e, pode até machucar ferir e causar indignação para alguns, mas está é a Palavra de Deus, está escrito assim em qualquer Bíblia, e mesmo que seja interpretada de várias maneiras, é preciso ter cuidado para não torcer o sentido das palavras e os ensinamentos bíblicos que sempre será a verdade nos dias atuais de nossas vidas, que no final nos levará a sermos obedientes ou desobedientes. Porém acreditar no que quer, é a liberdade de crença, o direito que cabe a cada um de nós.
O que eu fiz? Eu estampei camisetas e tenho o maior prazer de usa-las, muitas vezes fomos, aliás meu Filhote foi reconhecido por pessoas nas ruas, estacionamentos, mercados, bancos, lojas ou qualquer outro tipo de estabelecimento comercial, sempre há alguém que o reconhece do Blog Mães e Filhos Elo Eterno, fiz entorno de 6 vídeos, até o momento para homenagear o meu Filhote, todos eles já foram visualizados por diversas pessoas. Através do Google imagens são vistas um grande números de fotos postada no Blog. 
É assim, é desta forma que muitas vezes sou confortada, meu Filhote é reconhecido por uma pessoa desconhecida por mim até aquele momento que começamos a falar dele normalmente, outras vezes nem sabe do ocorrido e desconhecem o Blog falam: "nossa como seu Filho é bonito", eu simplesmente respondo: "obrigada" e esboço um sorriso, recebo outro dizendo  assim : "ele parece muito com você", isto já é o suficiente para aplacar a dor, a saudade e a distância que neste dia se faz presente em mimTambém compartilho dos mesmos sentimentos com Mães e Pais Enlutados pelos seus Filhos Amados do Brasil e dos demais países onde o Blog é visualizado por e-mails, telefonemas ou indo de encontro a uma Mãe ou um Pai que recentimente Enlutado. 
Eu tenho a certeza que todas estas coisas que acontecem comigo póstumo do meu Filhote vem do Pai, vem de Deus. Pois este é o meio que Deus encontrou para atuar com seu Poder aqui na terra sobre a minha vida, para que eu possa está bem, para trazer conforto e consolo sobre a minha dor, a minha saudade e acima de tudo imortalizar o meu Amor pelo Filhote.
Sei que meu Filhote está bem, muito melhor do que eu possa imaginar ou desejar para ele, só não vive mais na matéria, no corpo que eu cuidei e zelei com todo meu amor e carinho por 17 anos e 24 dias de vida: "E o pó (corpo) volte à terra, como o era, e o espírito volte para Deus, que o deu" - Eclesiastes 12:07. É deste corpo, desta presença física que meu coração e meus olhos materno desejam ter por perto, almejam ver as suas proezas, brincadeiras, gestos, enfim tudo: “porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. Caso continue vivendo no corpo, terei fruto do meu trabalho. E já não sei o que escolher! Estou pressionado dos dois lados: desejo partir e estar com Cristo, o que é muito melhor; contudo, é mais necessário, por causa de vocês, que eu permaneça no corpo”  - Filipenses 1:21-24, afinal de contas, eu não deixei de ser Mãe porque ele partiu da minha vida, da nossa família, e se encontra longe dos meus olhos materno.
Desculpe-me não tenho intenção de ferir ou machucar e nem condenar ou absolver ninguém nesta postagem, já estamos feridos e machucados por demais. Sei a necessidade que temos de homenagear nossos Filhos - cada Mãe e Pai Enlutado tem o seu jeito  - e eu respeito a memória dos nossos Filhos, a dor, a saudade e o amor que sentimos por eles: "Mas Deus, não leva em conta os tempos da ignorância (falta do conhecimento) ..." - Atos 17:30. 

O CICLO DO TEMPOO ser humano depende do tempo para sobreviver. Dividindo esse fluxo continuo em ciclos, em aberturas e fechamentos para um estado ou condição encontrada em sua vida. Então, criamos o tempo para escapar de uma sensação por demais angustiante e dolorosa, a de viver um fluxo sem sentido, que não sabemos de onde veio e para onde vai. No mundo da objetividade as coisas simplesmente são, no seu movimento próprio, apagando e acendendo segundo a necessidade, nada é permanente a não ser a mudança, o movimento. O tempo sempre existiu: "Tudo tem o seu tempo determinado, é há tempo para todos os propósitos debaixo do céu..."  Eclesiastes 3:01 e mais (2-13). 
É, claro que ele não sara a nossa dor provocada pela partida dos nossos Filhos, nunca sarará, esta história que o tempo cura tudo, sara tudo não é verdadeira. No dia à dia através do tempo que se passa, a dor vai nos calejando, o seu efeito não diminui sobre nós, por causa do calejamento que nos proporciona, ela permanece alojada dentro de nós. Também, o tempo não consegue aliviar - a saudade e o amor - estes sentimentos quanto mais o tempo passa, mas eles crescem dentro de nós.
Ao tempo que se faz vinte e oito meses da partida do meu Filhote, o Blog completa dois anos de existência, ou seja vinte e quatros meses, é tão estranho, meu Filhote não esta mais aqui comigo, mas tudo que vivemos juntos ainda se fazem presente e minha vida, em minhas lembranças, em minha memória, tudo é tão pleno e nítido nos meus dias atuais. 
Através do Blog tenho compartilhado vários momentos da minha vida com os leitores e seguidores e, acredito que tudo que foi postado foi aceito por uns e rejeitado por outros, isto faz parte de tudo aquilo que achamos ser bom ou ruim para nós. 
Inclui muitos fatores, o principal é "O Ciclo do Tempo", se estamos vivendo ou passando por momentos dolorosos que fogem da nossa compreensão, do nosso entendimento, do nosso raciocínio lógico, dos nossos ideais, dos nossos sonhos e da nossa mutilação ou amputação que mudou o nosso futuro e a nossa realidade de vida.
EMPATIA - Consiste em perceber corretamente o marco de referência interno do outro com os significados e componentes emocionais que contém, como se fosse a outra pessoa, em outras palavras, colocar-se no lugar de outro, porém sem perder nunca essa condição "como se". Ela implica em  - sentir a dor ou o prazer do outro como ele o sente e perceber suas causas como ele a perceber - porém sem perder nunca de vista que se trata da dor ou prazer de outra pessoa. Se esta condição de "como se" está presente, então nos encontramos diante de um caso de identificação. 
Em se tratando de dor presente; Dor é sempre dor para qualquer um. Não exite uma dor maior ou menor; dor não se mede não se compara. A Dor se sente e se respeita, mesmo quando não está em nós, mas no peito de outra pessoa.
Compreender todo estes fatores não é para qualquer um mesmo, enquanto dois ou três são empáticos te compreendem, te respeitam e te inflam - com um pequeno gesto de carinho e atenção, um sorriso contagiante de ternura, uma palavra doce que anima, uma abraço por inteiro, e não por mera educação, que podem aliviar a dor, podem acalmar o coração condoído - os demais estão apáticos com os atos, atitudes e gestos, se sentem ofendidos quando não correspondemos o que eles esperam no momento e nada acrescentam em nossa vida, porque na verdade eles nada tem para oferecer, a não ser o amargo da língua (veneno) pessoas assim existem e bem próximo de nós.
Um dia eu não estarei mais aqui, porque o meu tempo terminou, porém, o Blog Mães e Filhos Elo Eterno continuará e, muitas outras pessoas como Mães e Pais Enlutados pelos seus Filhos Amados, no futuro terão acesso e saberão como foi a minha vida, o meu luto pelo meu Filhote, da minha família, da minha ou melhor da nossa história. Saberão do meu Amor pelo meu Teteu, pela minha família e pelo meu Deus, saberão da minha Fé inabalável num Deus vivo e poderoso que tudo vê e tudo sabe, que sonda os nossos corações dia e noite: "E aquele que sonda os corações, conhece a intenção do Espírito..." - Romanos 8:27, o qual me inspirou a escrever no momento da minha franqueza, da minha dor, do meu luto e suas causas, da minha lamentação, quando eu me sentia vazia e sem a sua Presença em minha vida, sem Ele o Blog Mães e Filhos Elo Eterno não teria existido em tempo algum, eu não vejo esta habilidade ou capacidade em mim mesma.
Eu não sei como Deus faz estas coisas acontecerem em nossas vidas, quando nos apegamos á Ele. Só sei que Ele faz quando ninguém mais acredita, quando só queremos partir desistindo das pessoas que ainda temos e amamos nesta vida, quando as pessoas tem a ideia que você foi totalmente destruído, detonado e humilhado e que nada lhe restou, a não ser os dissabores de uma vida.
Deus está neste momento cuidando de muitos Pais e Mães que perderam um(a) Filho(a) ainda que não seja sentido, por causa da dor que se faz tão intensa e profunda em nossos corações: “Só Ele cura os de coração quebrantado e cuidas das suas feridas" - Salmo 147:3. 
Não sei como Ele faz, não sei mesmo, o que eu sei é que podemos senti-lo que está sarando os quebrantados de coração e está fazendo curativo em seus pontos doloridos. Então, aos poucos através de sua Força, Ele nos estabelece, nos capacita ao ponto de surpreender a nós mesmos. 
Até que chega o momento que podemos suspirar e dizer; “como eu cheguei até aqui, eu não consigo acreditar”Ao fecharmos nossos olhos e olharmos para dentro de nós, no mais intimo do nosso ser podemos encontrar a resposta; “foi Deus, foi Ele quem me ajudou a caminhar”. E Deus faz por causa do seu Amor Incondicional a sua Palavra para conosco. Porque Ele é Fiel, embora não conseguimos entender os seus desígnios, planos ou propósitos sobre a partida prematura de - um(a) Filho (a) - que tanto amamos e das dores que sentimos no decorrer desta ação divina sobre nossas vidas, o sobrenatural que vem de Deus acontece em nossas vidas lentamente. 
É assim que eu vejo Deus: Ele jamais em tempo algum tomou para Si o meu Filhote para sofrer ao seu lado, pelo contrário. Deus tomou para Si o meu Filhote ao seu tempo para dar a ele, o que eu como mãe jamais poderia lhe dar nesta vida, por mais que eu me esforçasse...
E foi assim, que eu descobri a Força do meu Amor para com meu Filhote, sendo eu humana e imperfeita, cometendo erros e falhas o tempo todo possuo dentro de mim este Amor: "Quem não  ama não conhece a Deus, porque Deus é Amor" - 1ª João 4:08Então, imagina Deus, um ser Divino e Celestial perfeito, sem erros, sem falhas (...) A Força do seu Amor é muito maior que a minha, é incomparável o seu bem querer, o seu bem estar para com os seus Filhos e, nisto eu não preciso vê-lo para saber que está bem, eu simplesmente sei que ele está bem, por saber que Deus é um Pai, e todo bom "Pai" sabe cuidar dos seus "Filhos"
Afinal, "Ele é Deus para aqueles que tem por Criador. Ele é Pai para aqueles que tem por Pai. Ele é religião para aqueles que tem por religioso. Mas, para mim, Ele é o meu Pai, meu Papai Amado, meu Abba."
Deus é Pai;  Ele é por nós, Ele age em nós, Ele se interessa por nós e Ele cuida de nós o tempo todo.

REFLEXÃO MÁRCIA SANTOS - O ano segui e sempre seguirá o seu tempo, o seu curso, e todas as suas programações. Nestas datas festivas que o compõem, eu fico sem jeito de desejar felicidades aos Pais Enlutados. Porque eu sei o estado que fica o nosso coração, sei o quanto queríamos viver todas as datas ao lado dos nossos Amados Filhos, sei o quanto todas as lembranças afloram em nossa memória, sei o quanto lamentamos eles não estarem conosco. Sei como é imenso este desejo de querer ter-los, mesmo sabendo que eles estão bem melhores que nós. Mas eu desejo uma Boa Páscoa repletas de boas lembranças à todos.
Com também quero compartilhar um louvor muito bonito, ele toca profundamente o meu ser espiritual, me envolve e me aproxima mais do Pai Amado. Foram muitas vezes que eu cantei ao lado do meu Filhote este louvor e, hoje, neste momento quero compartilhar com você. Nossos dias são maus onde há vários tipos de lutas - a nossa é a saudade constante - grandes são as adversidades do cotidiano que enfrentamos, e inúmeras são as dores sentidas e tudo mais que nos leva a exaustão física, emocional, psicológica e espiritual, ele é como um Balsamo sobre nós, então se envolva nas palavras que compõem este louvor e faça a sua entrega do seu jeito, da sua forma, da sua maneira ao seu modo. 
Quebre as barreiras dentro de você, deixe sair tudo o que é ruim através do seu desabafo, chore, grite se for preciso. Porque as vezes é preciso gritar a dor e não sufocando seus gritos da alma, isto é o processo inverso ao que tantos de nós já vivemos ao longo de nossa vida: engolir as lágrimas, sufocar as dores, abafar os ressentimentos em um travesseirinho antigo meio cúmplice, meio amigo. Tudo isso pelo preço de nos mantermos politicamente corretos, com uma postura aparentemente equilibrada - por fora - mas, na verdade, incorreta com nossos sentimentos e desejos - totalmente desalinhados por dentro.  Se renda a Presença do Pai, imagine que você estar junto do Pai, olhando em seus Olhos e vendo-O Face a Face e ouvindo a sua voz lhe chamando; "MEU FILHO", esqueça as formalidades, seja você mesmo.
Somos seus Filhos e por mais que estejamos feridos, machucados, doloridos nada tira a nossa capacidade de acreditar neste Pai que um dia nos levará para juntos dos nossos Filhos que junto d'Ele já estão.
LOUVOR GOSPEL  (Nos braços do Pai) - Diante do Trono
                      Pai, estou aqui, olha pra mim/Desesperado por mais de Ti
                      A Tua presença é o meu sustento/A Tua palavra, meu alimento
                      Preciso ouvir a Tua Voz dizendo assim:

                     Vem filho amado/Vem em meus braços descansar
                     E bem seguro te conduzirei/Ao meu altar
                     Ali falarei contigo/Com Meu amor te envolverei
                     Quero olhar em teus olhos/Tua feridas sararei
                     Vem filho amado/Vem como estás

                      Pai, meu Pai/Meu Papai, Abba Pai


 Obs:  Click no rodapé do blog para pausar musica Angel - Cantora Sarah Mclachlan

ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS AOS LEITORES  SEGUIDORES E AOS PAIS ENLUTADOS DO BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO

MÃES E FILHOS ELO ETERNO

Loading...

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br