O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

PESQUISAR NESTE BLOG

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

SAUDADES, TANTAS SAUDADES TI, MEU MENINO LINDO

Filhote Amado já se passaram dez meses deste que você partiu, o tempo não parou, teve dias de muito choro, outros de muita saudade, outros de muita dor, outros de muita tristeza, outros de muitas lembranças, outros do questionamento dos porquês, outros de imaginar como seria se você estivesse conosco. Apesar de tudo ainda não dá para acreditar que você se foi de nossa vida para não mais voltar.
Kekel e Teteu , Meus Filhos Amados
Kekel me contou quando vocês comeram comida japonesa e pediu para que ela guardasse o hashi, ela me mostrou  o hashi que guarda com muito carinho. Ela  me contou com um sorriso e uma emoção na voz, como foi bom aquele dia vivido ao teu lado. Todos nós estamos com muitas Saudades de Ti.
O tempo só me faz senti saudades meu Filhote Querido e Amado, tenho tantas, tantas, tantas saudades tuas que às vezes penso que não consigo aguentar a tua ausência, porque, sabes Teteu, o quanto eu te amo e isto é muito duro para mim. O meu coração de mãe não aguenta, está destroçado. Para mim Filhote, tu não nos deixaste, quando estou dentro de casa penso que estás no computador a fazer seus trabalhos escolares, ou no portão a conversar com uns dos seus amigos, como era costume. Quando chegou perto do computador ou  quando vejo que tudo permanece arrumado como deixante pela ultima vez e não te vejo lá como era costume, eu… agora não consigo te ver, não consigo ouvir tu dizeres “Mãe, eu estou  aqui" como tu dizias quando eu ia chamar-te para vires comer ou fazer algo para mim. “Teteu, vem comer", "Teteu desce o cesto de roupa suja para a lavanderia”, dizia-te eu. E tu, Filhote Amigo, dizias para mim "Mãe, eu já vou”. Filhote, tenho tantas saudades, tantas saudades de ouvir a tua voz, quando me perguntavas "Mãe, já lavou minha camiseta, o meu boné, o meu blusão da Fatal Surf?". Agora, quem me dera poder ouvir estas palavras milhares de vezes ao dia e noite. 

Como a vida é tão injusta. Ela foi tão injusta com a gente, Meu Filhote Querido. A saudade cada vez são mais, tenho vezes que não consigo aguentar tantas saudades e quando estou assim só desejo partir também. Mas como tu sabias e sabes, tenho a nossa mana e o nosso papa e eles também estão no meu coração, também precisam de mim. E ponho-me a pensar que tenho que viver para eles. Tanto a mana como o papa também merecem que eu me preocupe com eles. Sei que eles sofrem ao seu modo, mas eu continuo a achar que eu sou a que sofro mais, porque fiquei sem meu Filhote, que eu criei com tanto amor, com tanto carinho,  pensado que tu irias casar e me dar netos…  Mas a vida pregou-nos esta partida inesperada, nada disto se concretizou. Como a vida foi injusta.
Filhote Querido e Amigo, quando me levanto vou sempre dar-te bom dia, ao me deitar vou dar-te boa noite ao teu quarto. Gosto de ver as tuas roupas, as tuas coisas, as tuas fotografias. Isso choca-me muito mas, ao mesmo tempo, fico consolada e alivia-me um pouquinho o meu coração. Filhote tu para mim não partiste, estás sempre vivo no meu coração e vais estar sempre. 
Sabes Filhote é tão difícil entender ou compreender os desígnios de Deus, como Ele age em nossa vida, mas sei que Ele te ama tanto quanto eu, até demais, pois levaste tu antes de mim, sem ao menos me avisar que tu estavas partindo para uma nova realidade de vida, sem que eu pudesse agradecer  por tudo que vivemos juntos, pelas alegrias, pelas emoções, pelas risadas, pelas surpresas que fazíamos um ao outro, pelas conversas, pelo orgulho que sempre tive de ti, pelo companheirismo, pelo carinho, pelo amor, pela meiguice no teu jeito de ser e pelo nosso vinculo que é Eterno Mãe e Filho...
Eu, meu esposo Valdeni e nosso pequeno Mateus
na Maternidade de São Francisco - Tupã - SP
Sabes Filhote, estarei a esperar pelo tempo da minha existência física o dia do nosso reencontro. Será como o dia 26 de Outubro de 1993 em que tu nascestes neste mundo, trazendo alegria ao meu coração, apesar de me submeter a uma cesária, no outro dia eu estava rindo feliz  agradecendo ao nosso Deus e Pai Celestial pela tua vida, por tu seres uma criança linda e saudável. Agradecendo pela Graça de ser sua Mãe e tu o meu Filhote  tão esperado, tão amado.
Este dia irá chegar irei me reencontrar contigo, em um mundo totalmente diferente deste em que vivemos. Em uma dimensão divina e celestial, o mesmo Deus e Pai Celestial que nos uniu e que nos separou  no dia 20 de Novembro de 2010 de uma forma inesperada neste mundo, irá nos unir novamente para vivermos Eternamente um ao lado do outro.
E ao lado no nosso Deus e Pai Celestial a dor da tua partida prematura e dolorosa na minha vida, as crises de choro pela saudade sufocante que eu sinto de ti, a tristeza do luto interno vivido pelo tempo da minha existência e as tuas lembranças na minha memória chegarão ao fim,  ao lado d'Ele e de ti, eu não sofrerei mais...    Estarei em Paz ...

      HOMENAGEM DA LOIIRINHA PARA O BRANQUELOO
Magda fez um vídeo chamado " Minha Estrela", expressando toda a nossa saudade a nossa dor contínua que não dá trégua em nossos corações. O que sentimos muitas vezes nos sufoca, a tua Ausência nos machuca muito, fere a nossa alma e nos deixa inconsoláveis, como desejamos a sua presença em nosso meio meu Filhote Amado.          
Estas são palavras escrita da Loirinha como era do costume chama-la.
Mateus & Magda pequeninos e adolescentes, como era de costume 
se tratarem por "Branqueloo & Loiirinha"
"To com muitas saudades de você,tanta que ta me machucando 10 meses ja se passaram desde que tee vi pela ultima vez e seus olhos sempre veem de encontro com o meeu ,, Vooce see foi ee eu fiquei com o desejo de mais brincandeeira mais conversa mais desabafo ah nem sei o que falar eu queria poder falar pra você mais num posso porque existe algo que ao mesmo tempo que me deixa cada vez te querendo mais mee separa dee você me impede dee tee toocaar suas fotos aah eu guardoo coom cariinho e sempre voou guardar quando a saudades é ainda maior é nelas que eu encontro abriigo seguro .Queria poder falar olhando nos seus olhos o quanto sinto tua falta mais não consiigo eu num consiigo eeu queroo vooce dee vooltaa :( voolta pra casa teeeu fala que tudo vaai fiicaa tudo beem vooltaa pra gente conversa e eu te conta td que tem acontecido tudo que eu tenho feito como tem sido minhas"
Filho Amado apesar da nossa dor pela tua partida, só podemos agradecer ao nosso Deus e Pai Celestial por nos conceder forças para te homenagear através dos vídeos e deste Blog, me permitindo falar com mães e pais enlutados  que estão em meio a tanta dor e saudade pelos Filhos Amados que partiram prematuramente de nossa vida, e juntos nos tornamos um só ...


 HOMENAGEM 
DA MINHA FILHOTA DO CORAÇÃO MAGDA 
PARA MEU FILHOTE 
AMADO MATEUS.
 "MINHA ESTRELA"





                                             
AOS PAIS ENLUTADOS É preciso aprender a refletir e a pensar a respeito dos sentimentos dolorosos da existência humana. A morte (Partida) é a única certeza que se tem na vida. É uma realidade difícil de ser compreendida porque pouco se sabe sobre ela e pouco estamos interessados em discutir o assunto. Simplesmente porque acreditamos que ela pertence aos outros, esquecemos que um dia chega para todos, inclusive para nós mesmo.
A partida de um Filho ou de uma Filha é considerada por muitos como a dor mais profunda e devastadora que uma pessoa pode sofrer na vida. Realmente, o luto pela partida de um Filho costuma ser de uma intensidade muito grande e geralmente possui um tempo diferenciado, tempo esse alongado em função das características específicas desse tipo de partida prematura e inesperada.
É comum pensar e desejar que a partida siga uma seqüência cronológica: primeiro partem os pais, depois, os Filhos. Por isso, quando essa seqüência se quebra, independente da idade do filho que partiu, os pais sofrem muito, pois para o ser humano, o Filho é a continuação de sua própria existência e quando um Filho parte, sonhos e projetos dos pais vão embora com ele. Múltiplas perdas estão envolvidas nesse processo e é por isso também que essa perda é geralmente tida como mais complicada do que as outras.
Em algumas situações, a partida de um Filho pode desestruturar toda a dinâmica familiar, ocasionando separação dos pais e problemas de relacionamento com os demais Filhos. 
Conforme nos apontam alguns estudiosos do luto, normalmente, os pais não respeitam a maneira de pesar um do outro e às vezes a distância do assunto “Filho que partiu” com a intenção de poupar o companheiro, é o que pode ocasionar separações. Em relação aos Filhos que ficaram, acontece em alguns casos, comparações freqüentes e idealização com o Filho que partiu, o que pode trazer mais complicações para a família já que o irmão também está sofrendo por essa perda.
Alguns comportamentos em pais enlutados são também considerados como naturais ao vivenciar esse tipo de luto tais como a idealização do Filho que partiu, encontrar defeitos nos Filhos vivos de outras pessoas e/ou de seus próprios Filhos sobreviventes. 
Há ainda a existência de sentimentos de culpa, sensação de impotência, fracasso, incapacidade e a crença muitas vezes de que os cuidados com o Filho que se foi não foram suficientes e que não se conseguiu protegê-lo como deveria.
Certamente, quando um Filho parte há toda uma transformação individual e familiar que trará diferenças significativas no porvir da vida. 
Conseguir dar continuidade e um novo sentido à (esta nova)realidade de vida exige, por parte dos pais que ficam um investimento pessoal muito grande e isso requer apoio, compreensão, carinho, respeito e cuidado para com cada pai e mãe enlutados. 
Dessa forma, é possível que haja a reorganização de sentimentos, valores e crenças, e, aos poucos, cada um vá encontrando sua forma singular de vivenciar esse tão difícil e doloroso luto interno até chegar um tempo em que a dor intensa se vá e permaneça a saudade, fiquem as lembranças dos bons momentos e a alegria de ter sido mãe/pai de um Filho muito Amado e Querido por todos.
ORIENTAÇÃOOs pais e mães enlutados que optarem pela ajuda de profissionais do luto, devem sim, procurar a ajuda de terapeutas e psicólogos, os cemitérios já disponibilizam este tipo de ajuda as pessoas enlutadas, ler bons livros com conteúdo espirituais que permitam uma aproximação maior de Deus também ajuda, buscar forças em orações, falando espontaneamente expondo a Deus suas necessidades para suportar a dor, a saudade e a tristeza que se encontra presente em sua vida. Lembrando que cada família tem sua forma de lidar com o luto.
MEU TESTEMUNHO DO LUTO - Eu, meu esposo Valdeni e minha Filhota Raquel precisávamos sobreviver a partida inesperada do nosso amado e querido Filho e irmão Mateus (Teteu), não buscamos ajuda dos profissionais do luto, pelo contrário devido a dor intensa e profunda, a saudade gigantesca a tristeza arrasadora em nossas vidas, optamos em viver a nossa fé em Deus e buscar n'Ele toda força, todo o suprimento necessário que precisamos para vivermos os nossos dias de luto interno na terra. Li alguns livros, assisti muitos filmes, todos direcionados para esta nova realidade de vida a qual passamos a viver. Mas nada foi comparado as nossas orações em família, como ir ao templo religioso e se derramar diante do Senhor Deus, mostrando a Ele a nossa fragilidade, havias dias que estávamos em total ruína, não tínhamos forças para suportar tamanha dor e saudade, mas a sede de Deus e a busca pelo seu Amor, pelo Seus braços de consolo e conforto nos trazia um alivio em nossos corações e nos trará sempre pois aprendemos que Deus é o melhor recurso na vida do ser humano. O ser humano pode buscar seu próprio desenvolvimento e amadurecimento emocional, espiritual em Deus, afinal Ele é Pai, e como Pai Amoroso sabe das necessidades dos seus Filhos o tempo todo. O Senhor Deus tem cuidado de nós, e sempre cuidará. Ele sempre estará Presente em minha família.


RECEBI ESTA MENSAGEM ATRAVÉS DE COMENTÁRIO E RESOLVI POSTA-LO PARA AS MAMÃES ENLUTADAS.
Esta mensagem foi enviada pela minha amiga  deste adolescência chamada Andréa, cada uma seguiu a sua vida  e viemos nos reencontrar na partida do meu filhote.
Ela enviou esta mensagem para conforta o meu coração de mãe, hoje compartilho com você minha querida mãezinha onde a dor, saudade, tristeza e luto pelos nossos filhos nos uniu...
Mãezinha querida… 
Seu coração está em pedaços…
Não há dor maior do que a partida de um filho… 

Aprendemos a amá-los de uma forma tão grandiosa, tão completa, que não conseguimos mais enxergar o mundo
sem a sua presença ao nosso lado.
Descobrimos um tipo de amor que nos faz crescer e nos faz amar a vida como nunca antes havíamos amado.
E subitamente são levados… Aos poucos meses, nos primeiros anos… Ou um pouco mais tarde. Levados de nosso regaço através da morte tão cruel.
Mãezinha querida… Seu coração pede consolo, pede uma razão para continuar vivendo… E esta razão estará sempre em seu amor por eles.
Primeiramente pelo amor aos que ficaram e respiram também o ar de seu amar: filhinhos, esposo, pais, amigos queridos.
Mas também pelo amor aos que partiram porque, mãezinha querida, eles continuam a existir e a amá-la como antes o faziam.
A morte não mata o Espírito e também não mata o amor.
“Um pai, uma mãe, nunca deveriam enterrar seus filhos” – diz o pensamento popular, fazendo menção à ordem natural da vida para os que deveriam partir antes.
Porém, a verdade é que você não enterrou seu filhinho, mãe: o que ali foi deixado sob a terra era apenas sua vestimenta corporal para esta breve encarnação.
Seu filho, sua filha continuam existindo. E todo amor que construíram no aconchego de seu lar não foi perdido: será a semente de um novo amanhã, quando voltarão a se encontrar.
Os planos maiores do Universo – ainda desconhecidos por nós – definiram que precisavam ir mais cedo, por razões especiais, muito especiais.
Voltaram para a verdadeira vida, o mundo espiritual, onde estão recebendo todo auxílio necessário para que sejam bem recepcionados em sua nova realidade.
Deus está com seus filhos nos braços, mãezinha. Segura-os através de seus tantos trabalhadores do bem (anjos), que estão encarregados de receber os espíritos após a desencarnação.
Você não perdeu seus filhos, embora a realidade pareça mostrar isso diariamente, pelo buraco que suas ausências na Terra deixaram.

Não… Você não perdeu seus filhos. A desencarnação é apenas o final de uma etapa e começo de outra.
Não perdemos as pessoas, assim como não se perde o amor semeado no coração.
Quando a saudade apertar e o ar parecer faltar, lembre, mãezinha, dos momentos felizes com eles, lembre de abraçá-los com carinho em suas orações aos céus.
Eles receberão seu abraço e ficarão felizes por saber que em sua alma não há revolta, não há ódio ou rancor, há apenas a natural e saudável saudade, saudade de tudo que foi vivido ao lado dos nosso filhos, as doces lembranças. Através da oração você poderá manter um contato constante com eles, pois a oração une os “dois mundos”.
Diga que os ama muito, que sente falta, é certo, e que é este amor que lhe sustenta os dias na Terra, esperando o sonhado momento do reencontro. 
Mãezinha querida… Você não está sozinha neste momento difícil: Deus está com você, Ele sempre estará... Conte com Ele ...


ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS E FAMÍLIA AO LEITORES  E SEGUIDORES DO BLOG, EM ESPECIAL AOS PAIS ENLUTADOS

MÃES E FILHOS ELO ETERNO

Loading...

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br