O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

TRADUÇÃO DE LÍNGUAS (Escolha e Leia o Blog em seu IDIOMA)

PESQUISAR NESTE BLOG

Carregando...

terça-feira, 12 de abril de 2011

TEMPO DE LUTO - UM DIA APÓS OUTRO - VIVER E SUPERAR

TEMPO DE LUTO INTERNO E ETERNOComo as nossas vidas mudam rápido, em questão de segundos, e não somos nem avisadas de que isto vai acontecer, não somos preparadas para vê-los partir de nossas vidas tão prematuramente. Em meio a tanta dor, tanta saudade e tanta tristeza, temos que aprender e aceitar ama-los na distância, que separou dois olhares, mais nunca dois corações. Uma das coisas mais difíceis de serem feitas é dizer adeus a alguém que amamos, devido a sua partida... 

A pessoa amada foi embora e ficam as lembranças e a saudade. A dor começa a fazer parte da nossa rotina e nos toma de uma forma tão forte que as simples atividades que realizávamos tornam-se difíceis e penosas. O tempo de duração do luto é diferente para cada pessoa. Com o passar do tempo, a dor vai amenizando, não ela não ameniza nos acostumamos e o seu efeito já é crônico. As recaídas acontecem, mas a tristeza não fica mais tão presente, a vida continua e há outras coisas com as quais possamos nos envolver, outras pessoas com as quais possamos nos relacionar, e outras alegrias no mundo que aconteceram em nossa vida, mesmo sabendo que todas estas coisas não nós fará esquecer nossos Filhos. 
A felicidade não está em tentar evitar as dores, mas sim em conseguir conviver com ela. Não existe uma vida perfeita que seja feliz o tempo todo e não tenha nenhum tipo de sofrimento. A dor é inevitável, mas deixar que ela nos vença não é saudável.
Principalmente para nos Mamães e Papais Enlutados, nossos Amados Filhos partiram prematuramente e qualquer objeto, palavra ou música nos lembrará da presença deles. E é nessas situações, que vem aquele nó na garganta e o choro, que por vezes, é inevitável, sem falar nos dias que estaremos saudosas.
LUTO - É um conjunto de reações a uma perda significativa de u outro ser. Segundo John Bowlby quando maior o apego, maior é sofrimento do luto, tem diferentes formas de expressar  a dor, a tristeza e a saudade. Mães e Pais Enlutados precisam viver este tempo: "Há tempo de nascer, e tempo de morrer..." - Eclesiastes 3:02. A característica inicial do processo de luto acontece pelas relembrança da perda aliada ao sentimento de tristeza e choro, onde as relembranças são intercaladas com cenas agradáveis e desagradáveis. Além dos sentimentos comuns o estado de choque, raiva, hostilidade, solidão, agitação, ansiedade e a fadiga. Sensações físicas como vazio no estômago e aperto no peito podem ocorrer.
Na verdade o luto é nosso, nos é que choraremos pelo resto de nossas vidas a ausência dos nossos Filhos, os familiares lembraram, mais não viveram o luto prolongado, passando os 30 dias tudo estará normalizados em suas vidas. Os psicólogos falam que a duração do luto dura em média dois meses para que a pessoa possa voltar a resgatar o seu dia a dia. De maneira geral, leva-se dois anos para elaborar a perda. Existem processos anormais onde uma pessoa não sai do luto ou nem entra nele ficando indiferente por anos, só quem vive a partida de um ser querido é quem sabe, quando mais próximo maior é a dor, a tristeza e a saudade, se tratando de filhos o Luto no coração de uma mãe é Eterno.
Fazem 141 dias que meu Filho Amado Mateus partiu, eu estou buscando Forças em Deus para prosseguir com a vida, estou tentando me adaptar a nova face, espero conseguir.

UM DIA APÓS OUTRO - Nada para mim faz sentido, não vejo alegria em nada, tudo perdeu o sentido de ser, a dor me sufoca, a tristeza tira- me as forças, e saudade cresce cada vez mais dentro de mim, as lembranças vão e vem na minha memória, eu estou como que anestesiada, a data do meu aniversário 23 de Novembro passou a ser mais um dia, não é mais uma data especial, se pudesse não seria nem lembrada.
Meu Filhote Mateus (Teteu) partirá no dia 20 de Novembro, e como sina da vida foi resgatado no dia 23 de Novembro dia do meu amiversário, no dia 24 de Novembro foi o sepultamento eu estava me despedindo fisicamente do Meu Filhote. Quando completou um mês, eu estava revivendo tudo de novo, tem sido assim deste então, e acredito que será pelo tempo de minha vida, a cada mês terei a sensação de estar vivendo tudo de novo.
NATAL - A véspera do Natal não tinha nenhum valor eu não conseguia pensar em nada, só no Meu Filhote que partirá da minha vida de uma forma inesperada, deixando-me inconsolável, não tinha alegria, fui convidada pela minha cunhada Rosemeire irmã do meu esposo participarmos da Ceia do Natal em sua residência, devido o ocorrido os familiares estavam tristonhos, todos se esforçavam para tornar o ambiente harmonioso. A princípio eu falei que não iria, meu esposo e a minha Filhota Raquel(Kekel) foram, às vinte e três horas e quinze minutos meu esposo ligou insistindo que eu fosse, pensei e respondi, tá bom eu irei. Ao chegar meia noite todos se abraçaram e vinham me abraçar, por mais afeto que eu tinha, nada sentia, não conseguia dizer: "Feliz Natal pra ninguém", foi o pior Natal da minha vida. 
2010 - Terminava na minha vida como; o ano negro, obscuro, doloroso, cruel, muitas lágrimas derramadas por mim, uma saudade imensa do meu Filhote, a sua ausência me fragmentava a cada instante que se passava.
ANO NOVO - Chegou eu me sentia da mesma forma, vazia e sem nenhum motivo para confraternizar, dizer: "Feliz Ano Novo", isso parecia tão estranho. 
2011 - Primeiro dia deste ano, me sentia vazia, oca, meu coração doía tanto que tirava o ar, por várias vezes eu me perguntava: "porque, isto aconteceu?". Percebi que em cada data comemorativa do ano, seria muito dolorosa para mim, seria melhor não existir, elas não terão significado especial para mim, o Natal, Ano Novo, Páscoa, Dias das Mães, Dias dos Pais, etc... uma razão de ser, um valor a ser lembrado, um carinho a ser sentido.
Um dia após outro, uma data após outra, os anos chegariam e passariam sem razão de ser, nenhuma delas serão como antes para que eu pudesse comemorar. A piores datas seriam os dias  20 à 24 de Novembro, a data mais saudosa será o dia 26 de Outubro de 2010, quando comemoramos os 17 anos de idade do Meu Filhote Mateus (Meu Teteu), as datas que se passaram só deixaram as lembranças vividas com os meus Filhos em especial com o Mateus.

MINHA DOCE E ETERNA LEMBRANÇA - Lembro -me perfeitamente que neste dia 26 de Outubro de 2010 não fui trabalhar, o Mateus, o meu querido Teteu foi para escola normalmente, quando voltou, almoçamos e ficamos juntos no msn.
Depois ele foi para academia, eu e meu esposo fomos comprar o bolo e as velinhas de cor branca, pedimos para Raquel (Kekel) não comentar nada, havíamos combinado que não iríamos parabenizá-lo durante o dia somente à noite.
Chegou à noite, ele foi conversar com os amigos no portão, como de costume, ficamos aguardando o seu retorno em casa.
Quando entrou começamos a cantar parabéns pra você, ele deu um sorriso largo nos lábios, ficou tão feliz, estávamos os quatro tão felizes, nunca poderei esquecer as expressões de cada gesto feito pelo meu Filhote neste dia. Meu Deus, que saudades........
Não sabia que o meu Filhote Mateus estava soprando pelo última vez as velinhas do seu bolo de aniversário e, que seria a última vez que eu  o veria saborear seu bolo preferido (torta de chocolate),  que este dia seria uns dos momentos finais de suas alegrias vividas conosco, ao nosso lado.
Valeu apena não ter ido ao trabalho naquele dia, para ficar com ele... valeu...valeu mesmo...valeu... como valeu...  

Esta é mais uma das minhas Doces e Eternas Lembranças.


                                                   
VIVER E SUPERAR - Superar as adversidades da vida. Como superar o que achamos  impossível de ser superados dor, saudade, tristeza e luto pelos nossos filhos que partiram  de nossa  vida prematuramente.   
Não esperávamos que a vida fosse nos surpreende inesperadamente.
Alegria supera nossa tristeza - em meio a tanto dor, saudade e tristeza devemos nos envolver em novas alegrias com as pessoas que estão em nossa volta, elas ainda fazem parte de nossas vidas, e por mais que doa, a nossa vida continua sem nossos filhos amados.
Consolo  e Conforto supera nossa dor - ao menos sabemos que os nossos filhos estão nos braços do Pai Celestial onde nenhum mal pode atingi-los, eles estão bem guardados ao lado nosso Deus e Pai e em nossos corações estarão sempre vivos. O Amparo de Deus em nossas vidas nos ajudará, Ele dará o conforto, e consolo necessário para nossos corações mães e pais enlutados, o refrigério para nossas vidas  basta nos aconchegarmos em Seus braços.
Fé supera nossa dúvida - devemos acreditar que os nossos filhos estão melhores ao lado do nosso Deus no Eterno lar.
Esperança supera nosso desespero - um dia chegará a hora da nossa partida.
Entusiasmo supera nosso desânimo - será emocionante poder ver nossos filhos novamente, viveremos aguardando este dia.
Sucesso supera nosso fracasso - nossos Filhos acreditam e confiam em nós para  continuarmos a caminhar na Ausência deles.
Coragem supera nosso medo - enfrentar o futuro desconhecido de nossa vida em meio a dor, saudade, tristeza e luto interno pelo nossos Filhos.
Força supera nossa fraqueza - o Amor pelos nosso Filhos será o fôlego de vida, a nossa força para sobrevivermos. 
Queridas Mamães e Queridos Papais Enlutados a Superação do Viver é poder fazer acontecer, é irmos além do que os outros acham que somos incapazes, nossos Filhos sabem que somos capazes de saltar tão alto, para ultrapassar a barreira da estima machucada, da confiança perdida, do relacionamento quebrado... Eles confiam em nós para superarmos a Ausência deles em nossas vidas.
E assim tudo começa, as rosas vêm ao mundo, crescem e surgem as rosas.

Rosas que espinham, rosas que dilaceram e enlouquecem os corações.

Rosas que definham, que se entristecem e até desaparecem por um amor que nem bem começa ou que surge, mas não fica.

Rosas que perfumam o universo, em meios aos raios de tantos sóis que, assim,  espalham-se ora fugazmente, ora suavemente, no seio de tantos jardins.


ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS AOS LEITORES E SEGUIDORES DO BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO EM ESPECIAL AOS ENLUTADOS







4 comentários:

  1. Tia esse trabalho novo que a Sra.criou esta muito interessante, acredito que esta ajudando muitas mães que passaram ou estão passando por tudo que a senhora passou.
    Que dessa forma essas mães e a senhora encontrei força , bom animo para continua na caminhada , dessa vida .
    Que Deus venha a abençoá todas as mães conforta os corações aflitos que estão sofrendo , chorando por um filho amado que partiu.

    Acredito que nada nessa vida acontece em vão sem a permissão de Deus .
    O nosso Senhor maravilho Deus não nós da um fardo maior , que não possa-mos carregar.



    Abraços a todos meus amados !!!!!
    Fiquem com a paz do nosso senhor Jesus CRISTO ...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Pra. pelo blog, pela idéia,está muito bonito. Esta inspiração que Deus está te dando vai alcançar muitas mães que também perderam seus filhos prematuramente assim como vc.
    Que DEUS continue te dando a força para que vc possa continuar com seu propósito.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Marcia eu sou o Genivaldo filho da Iracy e tia Lucia me disse que você colocou umas fotos dele no site , mas não consigo achar , me fale onde entro para ver a foto.....Ok abraços...

    ResponderExcluir
  4. Li seu depoimento, vi as fotos de seu filho, e me senti em cada letra expressa de sua dor. Hoje fazem 18 dias que perdi meu filho amado. Ele tinha 36 anos e deixou uma filhinha de oito. Sua morte inesperada, me jogou abismo abaixo e me sinto como lá no mais profundo burado escuro, dilacerada , desintegrada , sem nenhum socorro. Porisso sei da tua dor. Porque tambem é a minha. Tenho mais dois filhos, e hoje tenho um pavor absoluto de perde-los. Tenho fobias e enlouqueço varias vezes no dia e na noite. Enfim ... Ninguem pode calcular o que é perder um filho amado. Desejo a voce, o mesmo que desejo pra mim .... 'forças'. Acho louco quando me dizem isto, as vezes me dá até raiva, pois penso: Como? como alguem pode me dizer isto? .... Acho melhor então te dizer ..... eu te compreendo querida!.

    ResponderExcluir

MÃES E FILHOS ELO ETERNO

Loading...

NO SEU CONCEITO DE FÉ EM DEUS: "VOCÊ ACREDITA NA VIDA ESPIRITUAL APÓS A MORTE CARNAL?"

Wikipedia

Resultados da pesquisa

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br