O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

PESQUISAR NESTE BLOG

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

MÃES ENLUTADAS E FILHOS ETERNIZADOS


Exatamente hoje 20 de Fevereiro de 2012, completa quinze meses da partida do meu Filhote, e nesta minha caminhada para encontrar-me novamente como mãe, esposa e um ser vivo, neste mundo frio e cruel por causa da incompreensão e do desamor existentes em algumas pessoas que desconhecem o que seja isto na vida de Mães e Pais que viram seus Filhos Amados partirem prematuramente, deixando uma vida inteira pela frente à ser vivida com sonhos, conquistas, vitórias e realizações onde tudo foi interrompido inesperadamente num dia comum de nossas vidas. 
A minha busca pela Força, Conforto e Amparo de Deus Pai sobre a minha vida, onde alguns dias foram terríveis, outros aniquilantes, outros massacrantes, outros cruciantes e outros ainda desesperadores... 
Eu acredito que o pior já passou, nada poderá ser pior de agora em diante, deste a partida do meu Filhote, tudo o que veio após, às vezes nem acredito que estou vivendo dia-a-dia com todos os sentimentos estabilizados ou estáveis em minha vida... Ao lembrar do meu Filhote e esboçar um leve sorriso em meus lábios, por saber que ele faz parte do melhor que possuo em minha vida. 
Nesta minha caminhada desconhecida e estranha, cheia de sentimentos dolorosos, sendo eles incompreensíveis para aqueles que se encontram no caminho paralelo ao meu, percebi que todos os seres humanos caminham paralelamente em caminhos diferentes ou estradas diferentes como queira definir. 
As diferenças existem nesta caminhada, alguns andam no caminho da alegria, outros no caminho da enfermidade, outros no caminho do preconceito, outros no caminho do fracasso, outros no caminho dos vícios, e outros, como Eu e muitos Pais Enlutados que andam no caminho da dor provocada pela Ausência do Filho Amado que partiu antes de nós, sim, existem vários caminhos paralelos ao nosso, todos na mesma direção. 
No final, destes caminhos paralelos que nos levam para o mesmo eixo inicial (Deus) de onde começamos a caminhar. Ao sairmos deste eixo para iniciarmos a nossa caminhada não dizemos; "que todos os homens vem de Deus!", só não sabemos quem voltará para o mesmo eixo, depois desta longa caminhada percorrida.
Não nos perguntamos; "será que todos voltarão para Deus?", ou se alguns "se perderão no caminho?", por esse ou aquele motivo que os levaram a sair fora da reta do eixo (Deus) e perderam a visão no meio da caminhada.    
Compartilhei e compartilho meus sentimentos com muitas Mães e Pais Enlutados pelos seus Filhos Amados, e eles, compartilham seus sentimentos comigo, em nossa dor e fraqueza, fazemos bem um ao outro, somos impulsionados a temos e sentimos os mesmos sentimentos, quase sempre temos as mesmas atitudes em tempos diferentes, descobrimos que os mais nobres de tudo que começamos a viver juntos são os sentimentos: " O Amor ao nossos Filhotes, O Respeito pela Dor que sentimos e a Solidariedade pelo nosso próximo no âmago de sua vida, queremos de uma forma ou de outra ajudar", nesta caminhada.

Fatalidade ou Tragédia - De repente nossos Filhos Partiram! Eles se foram. E para sempre... E sabemos que a partida de um Filho ou Filha "é a experiência mais universal ao mesmo tempo mais assustadora, cruel, dolorosa e desorganizadora que vive o ser humano", e essa dor é tão profunda, que paralisa, emudece, ensurdece, "Ninguém entende a dor de uma Mãe, só mesmo quem viu seu Filho partir”, mesmos sendo diferentes, juntas somos unificadas por sermos Orfãs de Filhos e vivermos um turbilhão de sentimentos dolorosos e esmagadores.
Dizem por ai: “Que ser Mãe é padecer no paraíso”, quanta alegria e celebração à mulher que pode dizer isso – ela é Mãe de Filho vivo... Mãe de Filho que partiu é mulher que desce ao inferno da dor, do desespero e da depressão. Sua vida, de céu não tem nada, há apenas um quedar-se insone, ansioso e impotente diante de um destino que não pode mudar, numa busca onde os sentimentos e conflitos surgem em proporção devastadora em nossas vidas, ainda que tenhamos outros Filhos um não substitui o outro, o que se foi é irreparável, não há substituto...
Poder Inexistente - Se as Mães pudessem pressentir a partida inesperada de Filhos, em crimes e acidentes, ou salvá-los da partida anunciada por enfermidade que vai se estendendo, simbolicamente tentaríamos aquilo que é fisiologicamente impossível: pelo mesmo e agora já inexistente cordão umbilical, através do qual os colocamos no mundo, os traríamos de volta ao aconchego do nosso útero. Sim, é nele, útero, que a constante dor emocional da partida, quase sempre psicossomatizada, lateja fisicamente. 
Psicólogos afirmam: “Muitas mulheres, ao perderem suas crianças, sentem pontadas no útero” – útero que já foi preenchido pelo feto, feto que virou Filho, Filho que virou sepultura. “A dor não passa jamais”, diz Luciana Mazorra, psicóloga clínica e professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. “Emocionalmente e fisicamente, é como se ela fosse mudando de lugar e machucando a mãe em espaços diversos.”, a verdade que; “A Partida de um Filho Amado é dor que dói na alma e no corpo” e mais “não há superação”, mas tão somente adequação de seu dia-a-dia ao sofrimento. 
Luto  - É a dor causada pela partida de um "ser amado" e viver o luto é viver essa dor. É um tempo obrigatório entre duas fases da vida: a que se deixa, pela separação do ente querido, e a que vem depois. É preciso se soltar da relação que existia para se construir uma verdadeira vida nova, para ter um novo recomeço dentro desta realidade de vida apresentada, e isto, é muito difícil, esta é a fase da que eu chamo de "Reestruturação", sem esquecer a pessoa amada que partiu, é impossível esquecer meu Filhote.
O luto não é uma doença, mas pode vir a ser um "Luto Mórbido" se a pessoa não o viver. Choque, negação, raiva, culpa, depressão são as reações mais comuns que surgem no processo de luto. Estudos mostram que, quando as pessoas não lidam com esses sentimentos, a dor não passa. Compreender as emoções e os sintomas da perda são passos importantes para a superação do luto, se é que podemos superar. Por tudo isso, a missão principal dos demais é apoiar o luto e não ignorá-lo... Este momento é tão decisivo na vida de enlutados, e se tratando de enlutados por Filhos, somente o Poder Sobrenatural da Presença e da Força de Deus para nos ajudar...
Tratamento para Luto -  Não há uma receita única para resolver o luto. Algumas pessoas procuram o terapeuta, o padre, o amigo, a família, o pastor, o mentor espiritual, o trabalho e até o isolamento; outras se juntam com seus pares para trocar suas experiências. Além disso, cada um lida com os sentimentos de um modo particular. Entretanto, algumas atitudes podem auxiliar na superação da dor: falar com amigos; não se culpar de nada; perdoar-se pelo que fez ou deixou de fazer; cuidar da própria saúde; procurar uma instituição ou grupos de auto-ajuda... Bom também é ouvir o testemunho não são só as palavras de quem já passou pelo luto, mas a sua própria sobrevivência. 
Isto significa que o convívio com os pares é importante para a amenizar o luto. Mas de tudo, é não se culpar e se perdoar por tudo o que fez e o que deixou de fazer durante a existência do ente amado, em nosso caso nossos Filhos, este momento é a fase que eu chamo de "Reflexão" dos meus atos, onde armazenei os melhores momentos vividos com meu Filhote em meu coração e em minha memória.
A Partida - De um ente querido, em nosso caso nossos Filhos, por si só, constitui um mistério incompreensível, desde o começo dos tempos, e é um assunto que ninguém gosta de falar, e não há profeta na terra que saiba explicar, entende-a como uma etapa da existência cumprida. Não dizemos que a partida do ente querido (Filhos) foi "vontade de Deus", que a pessoa "já cumpriu sua missão" e agora se encontra "num lugar mais feliz" ou qualquer outra afirmação vinculada às crenças ou credo religioso ou ao conceito que já se tenha.
O que eu sei, que neste longo interminavél processo eu aprendi: “Com ele, é, com ele, Meu Filhote Amado, que estou aprendendo a viver melhor, a ser uma pessoa melhor para mim mesmo e para os outros”, que compõem o Grupo de Mães e Pais Enlutados do Elo Eterno, acho que isso é o resultado de busca para me encontrar novamente e da Presença de Deus em minha vida, Ela faz toda diferença.
Como Mães aprendemos amar os nossos Filhos deste quando estavam em nosso ventre, deixar de ama-los, isto é impossível, apesar de sermos Mães Enlutadas, por um luto involuntário e vários turbilhoes de sentimentos que não escolhermos para sentirmos e vivermos, mas aprendemos a conviver com todos ele, neste processo tomamos ciência: "que o nosso Amor e a nossa Saudade são bem maiores pelos nossos Filhos Amados... Ah! nossos Filhos..."
Nossos Lindos e Amados Filhotes ainda que as pessoas ou que o mundo esqueçam, nós, Mães e Pais, jamais, em tempo algum esqueceremos. Eles serão sempre nossos Filhos Amados.... Pois o nosso Amor, é incondicional ao tempo e a distância...

MÃE É SEMPRE MÃE EM QUALQUER SITUAÇÃO - Quem dentre vós poderá julgar uma  Mãe...   um Filho, é para Sempre... 
Existem ex-maridos, ex-mulheres, ex-sogras, ex-sogros, ex-namorados, ex-namoradas, ex-amantes uma infinidades de ex... mas não existem ex-Filhos... Filhos são para sempre, estejam eles "presentes ou ausentes", eles são para sempre... Só partem quando nós, Mães, fecharmos os nossos olhos um dia, enquanto vivermos eles vivem dentro de nós com toda a intensidade que ser possa ter o coração de uma Mãe. 
Neste mundo de dores e sofrimentos, existem tantas Mães sofrendo e sendo sufocada pela dor. Mães que não chegaram a conhecer os seus Filhos e pensarão sempre como eles seriam se tivessem conhecido o mundo, como seria a sua voz chamando: "Mãe!"; Mães olhando os Filhos a definhar com doenças incuráveis sem nada poderem fazer até o fim; Mães que em segundos perdem os seus Filhos nas estradas ou em circunstâncias acidentais mais diversas; Mães que sofrem vendo os seus Filhos se perderem com más companhias, nas drogas, na prostituição, na violência, no crime, ou nas situações complicadas que nem imaginamos que possa existir... até que partam, sem nada poderem fazer.
Porquê? Porque fomos as Mães escolhidas? Porque foram os nossos Filhos os escolhidos? Será que aconteceu e pronto? Chegaram em nossa vida trazendo alegria em nosso coração... Partiram de nossa vida deixando nosso coração ferido e sangrando pela dor. Procurar entender e aceitar é algo difícil, por não conhecermos os Desígnios de Deus aos seus escolhidos (nossos Filhos) que partiram antes de nós Mães, que intensamente e profundamente ferida e desfalecida pelos sentimentos, buscamos força, amparo e consolo neste mesmo Deus que os levou para Si, e temos que aprender a sobreviver neste mundo de dor, onde fomos introduzidas involuntariamente, sem preparo algum, sem uma segunda opção, sem uma escolha, nos sentindo impotente diante da realidade dura e cruel que se faz presente a todo tempo em nossa vida.

Procurar neste mundo de dores, o que poderá amenizar a nossa dor, somos impulsionadas a fazer algo de bom ao nosso próximo, de uma forma ou de outra que possa nos aliviar, nós Mães cada uma ao seu modo e ao seu tempo busca a mesma coisa "A CURA" pela dor causada pela Ausência de nossos Filhotes Amados que partiram de nossas vidas....  E descobrir que no final de cada dia, podemos aguentar ou suportar muito mais do que acreditamos ... Porque Deus acredita em nós.
REALIDADE - Estamos vivendo em tempos em que os dias são maus, não basta o seu dia o seu próprio mal? Vivermos em um mundo que se desencandeia para a inclinação do desamor e da maldade, onde o amor e a bondade são sentimentos quase que extintos nos seres humanos; "As Mães de Filhos Presentes não estão livres de se tornarem Mães de Filhos Ausentes", não é nossa escolha, nada escolhemos, somos apenas escolhidas no dia-a-dia em que vivemos... onde o amanhã é desconhecido por nós seres humanos, conhecido somente por Deus, o Grande Ser Supremo, pois o amanhã à Deus pertence e à mais ninguém ...


           COMPARTILHO COM VOCÊ A MINHA ORAÇÃO 
"Querido Senhor Deus, não compreendo os Teus Desígnios no percurso da minha vida nesta caminhada, pois os Teus pensamentos são maiores que os meus, mas Te darei meu coração para que possas dele cuidar, me sustentar em minha dor e me levas para perto de Ti...
Meu Senhor Amado, sei que não prometestes dias sem dor, risos sem sofrimento, sol sem chuva, mas Tu prometestes estares comigo, no dia da minha angústia, no dia do meu temor, no dia da minha assolação e no dia da minha aflição...
Tu me prometestes, que nestes dias maus o Senhor estarias me sustentando com a Destra da Tua Justiça, me fortalecendo e me ajudando a caminhar nos dias da minha fraqueza...
Tu prometestes, estares comigo Querido Senhor em todo tempo, concedendo-me o Teu Amparo até a consumação dos meus dias, pois a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-me do Teu Amor, que está em Cristo Jesus meu Senhor e Salvador...
Confio em Ti, meu Amado Senhor, pois sei que não és homem para mentir e nem filho do homem para que se arrependas do que falas ou fazes...
Tu prometestes, que a Tua Presença estarás sempre comigo aonde quer que eu ande, no vale da morte para sobreviver a dor da partida, mesmo sendo a dor da partida do meu Filhote Amado, no vale das águas e dos rios das lágrimas elas não me submergirão e no vale do fogo não haverá chama ardente para transforma-me em cinzas e não me queimarei diante do fogo abrasador da ira, da cólera, da decepção, da frustração ou da irreverência do meu próximo.
Meu Amado Senhor, guardas o meu espirito, conserva-o junto de Ti, permitas que repouse em paz em Tua Presença,  que na Grandeza do Teu Amor meu espirito possa aconchegar e na Beleza da Tua Santidade conservar-se puro para sempre.  Amém, Graças à Deus."

ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS E FAMÍLIA
           AOS SEGUIDORES E LEITORES E EM ESPECIAL AS MÃES ENLUTADOS












sábado, 4 de fevereiro de 2012

O QUARTO DO MEU FILHO


Logo fará quinze meses sem o meu Filhote, o que mais surpreende quando mais o tempo me leva para distante, para bem longe do dia 20 de Novembro de 2010, sempre tenho a sensação que tudo aconteceu recentemente, é estranho mas parece que foi ontem, quando sai de casa para um lazer em família e, tudo aconteceu, voltei para casa sem meu Filhote, somente com suas roupas e o seu lugar vazio no carro. Foram cinco dias intermináveis de dor, tristeza e choro e apesar do tempo eu ainda não acredito, mesmo lembrando de cada minuto daqueles dias agonizantes, tudo o que aconteceu e da forma como aconteceu, não posso apagar e nem tão pouco esquecer. 
A ausência do meu Filhote em minha vida, na minha família demostra que tudo é real, embora parece que estou dormindo e tento um pesadelo onde fico presa no tempo e não consigo despertar. 
Muitas coisas aconteceram neste tempo que passou, porém o meu amor, o meu carinho e o meu pensamento ainda se fazem presente em todo tempo, eles são muitos maiores que a minha saudade e minha dor, me apeguei à Deus muito mais do que antes e, por este motivo, por esta escolha feita e declarada em minha vida, eu não me sucumbi em meio a tantos sentimentos e crises.
A minha vida continua, ela não parou no tempo, busco um sentido para continuar, para fazer vale cada dia vivido ao lado da minha família, enquanto aguardo o momento do reencontro com meu Filhote, todos os dias temos que lidar com os nossos afazeres, mas o nosso pensamento esta sempre no Teteu, sempre imaginamos como ele estaria e o que estaria fazendo. 
Haviam tantas coisas que deveriam ser feitas por ele, tantos acontecimentos para ocorrer em sua vida, tantas emoções, tantas alegrias, tantas conquistas, tantas realizações, tantas vitórias ...e, tudo deixou de existir, as expectativas acabaram, tudo se foi, quando se foi levando tudo com ele.
Minha amiga Annalu mãe de Rafa ao sonhar com ele, Rafa dizia para ela Mãe lembre-se de mim como eu fui e não o que eu seria”, mas é inevitável não imaginarmos como o Teteu, o Rafa e os demais Filhos estariam, como mães tentamos decifrar, só nós conhecermos os nossos Filhotes melhor do que ninguém. Por isso, deduzimos como nossos Filhotes seriam no futuro, o que estariam fazendo atualmente se conosco estivessem...
Embora o tempo nos leve para bem distante de tudo que vivemos com os nossos Filhotes, o nosso coração de mãe parou, parou no tempo do passado... e os nossos pensamentos avançam para com o tempo do futuro imaginando como seriam a vida deles... é como se quiséssemos dar vida para eles, através da nossa imaginação, mesmo sabendo que isto é impossível. Como é impossível tantas outras coisas que queremos dos nossos Filhotes e, não podemos obtê-las.
O tempo parou no Quarto do meu Filhote, tudo está como ele deixou, tudo permanece intacto, tudo exatamente no seu lugar, como se estivesse aguardando o seu retorno a qualquer momento, e para isso tudo precisar está como ele deixou, para não se zangar porque mexemos nos seus pertences pessoais deixando-os fora de lugar.
Não sou como a minha amiga Maria Assunta mãe de Dú que aos seis meses de sua partida, mudou o quarto do seu Filho radicalmente, colocando a sua Filha Rosana no quarto que era de Eduardo, deixando o quarto de sua Filha para as visitas que viessem em sua casa, ela fez doações com as roupas e os pertences de seu Filho, realmente ela teve uma Força Divina para desfazer por completo de tudo que pertencia ao seu Filho Eduardo, não deixou nenhum vestígios de tudo que lhe pertenceu, mantendo a presença do Dú somente em seu coração, e através de fotos em um pequeno altar no canto da sala e as doces lembranças em sua memória. 
Força que eu ainda não tenho, mas sei que ela me virá, pois no momento não estou disposta a me preocupar com o Quarto do meu Filhote e com os seus pertences, neste momento estou voltada em buscar a Deus para superar os sentimentos da partida física do meu Filhote, e desfazer do Quarto do meu Filhote e de tudo que nele há, não irá melhorar o momento que estou vivendo.
Sei que muitas pessoas querem alguma coisa do meu Filhote, mas também não estou disposta a dar nada que foi do meu Filhote aos familiares próximos, pois não sei qual será a minha reação de vê-los usando o que pertenceu e pertence ao meu Filhote, irei doar a uma Instituição de Menores Carentes no momento adequado. 
Cada peça de roupa deste a um simples par de meia a mais sofisticada tem uma história que vivemos ao compra-las, afinal, eu não tinha como obrigação comprar roupas para o meu Filhote, era prazeroso, tão prazeroso que sempre terminava em diversão. Por este motivo prefiro me preservar de qualquer sentimento de dor que possa me machucar ou me ferir ainda mais no futuro.
O Quarto do meu Filhote e todos os seus pertences estarão intactos, até que eu esteja pronta e preparada por Deus espiritualmente, emocionalmente e psicologicamente, antes disso nada farei, se até aqui me ajudou o Senhor, acredito que tudo está em suas mãos e sobre a  sua direção.
Não ligo para o que as pessoas dizem, que estamos apegados, isso ou aquilo, elas não sabem o que é ver um Filho partir antes dos Pais, elas não tem o direito de nos julgar, pois se assim fazem se tornam pessoas insensatas e sem noção, o coração de mães e pais enlutados somente o Senhor Deus e Pai Celestial os conhecem e ninguém mas...
Não desejo, mas se elas estivessem em meu lugar, qual seria suas atitudes? 
                   ... Refletir é Bom antes de sair falando pelos cotovelos...

              ... Refletir é Bom antes de sair falando pelos cotovelos...
Somente pessoas insensatas e totalmente sem noção não sabem o que dizem, mas elas acreditam que sabem de tudo! Ao criar este Blog, eu não vi capacidade nenhuma em mim mesma, mas uma força dentro de mim me impulsionava a escrever, até que um dia eu acabei fazendo. Desde então este Blog tem sido visualizado pelos países além do: Brasil, Rússia, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, Austrália, Bolívia, Dinamarca, Bélgica, Reino Unido, Luxemburgo, Moçambique, Peru, Coreia do Sul, Hungria, Filipinas, Cingapura, Bulgária, Japão, Paraguai, México, Canadá, China, Argentina, Uruguai, Marrocos, Colômbia, Venezuela, Geórgia, Tailândia, França, Suíça, Irlanda, Chile, Croácia, Eslovênia, Índia, Ucrânia, Letônia, Angola, Tunísia, Guiana, Túrquia Francesa, Indonésia, Cabo Verde, Bélgica, Polônia, Israel, Holanda, Arábia Saudita, Malásia, Emirados Árabes Unidos, República Dominicana, Nicarágua, Bahrain, Guatemala, Panamá, República Tcheca, Sérvia, Costa Rica e Nova Zelândia, realmente eu não esperava que isto fosse acontecer e nem tão pouco viesse receber e-mails de todas as crenças e credos religiosos de Mães e Pais Enlutados que contariam suas histórias despertando o meu amor, a ternura no meu coração e acima de tudo o meu respeito por entender que é um assunto delicado por se tratar de sentimentos tão profundos que podem levar a destruição de um ser humano. 
Tenho respondido à todos, e mais, que algumas teriam liberdade de postar seus comentários e contar as suas histórias, mesmo estando anonimas no Blog através do meu e-mail tenho conhecimento do local da origem.
Nestes dez meses de Blog eu conto como tudo aconteceu, minha experiência nesta nova fase da minha vida e da minha família, onde sou verdadeira aos meus sentimentos, buscando Forças em Deus para amenizar não somente a dor, a saudade, a ausência do meu Filhote, mas também a minha espiritualidade perante o Senhor Deus.
Eu sou humana, a parte que sofre é humana, meus sentimentos pelo Teteu são sentimentos que todo o ser humano possui, principalmente o lado maternal não poderia ser diferente. O meu abalo humano tentou uma erosão no espiritual, mesmo tendo conhecimento da Palavra de Deus, eu fui ao fundo do poço como qualquer ser humano, mais percebi, que se eu continuasse envolver-me com os pensamentos natural do homem, Deus não faria diferença na minha vida, eu precisava ter alguém do meu lado ainda que estivesse decepcionada, frustada, envergonhada e revoltada, a ajuda não poderia vim de homem algum, pois são limitados como eu, nada poderiam fazer para amenizar a minha dor intensa e profunda. 
Como a Vida Eterna está em Deus e a qualquer momento eu posso partir decidi quebrar as barreiras que se fortaleciam dentro de mim e me aproximar novamente de Deus, não foi fácil, mas sei que foi a melhor decisão tomada deste então, desta forma sei que estarei com Deus aqui na terra como no céu. 
É claro, ainda que o mundo esqueça o meu Teteu, ainda que as pessoas não se lembrem dele com o passar do tempo... nada mudará o que eu fui para ele, e o que ele continuará sendo para mim, pelo tempo de minha vida (...) manterei sua imagem viva em meu coração e em minha memória...
Neste tempo já tive o prazer de receber pessoas em minha residência, outras falei por telefone ou celular, outras encontrei-me pelo destino casual da vida (...) e, eu sei que cada contato feito teve um propósito especial, desconhecido por nós Mães e Pais Enlutados, mas conhecido e designado por Deus nosso Bom e Eterno Pai Celestial.
Meu Deus! Nunca pensei que na minha fraqueza causada pela dor da partida prematura do meu Filhote em minha vida, eu pudesse ser útil, de uma forma ou de outra para o meu próximo, muitos se indentificam com os mesmos sentimentos e, às vezes na mesma fase do luto, como também no comportamentos de pessoas que não entedem o que estamos vivendo. Recebendo elogios pela bravura de me expor publicamente ou criticada por ser tão sincera nos relatos, por falar de uma realidade cruel nos dias atuais e, é claro, que neste meio tempo também me deparei com pessoas insensatas e sem noção, que falam pelos cotovelos. 
DOMINGO 12 DE FEVEREIRO DE 2012 - Hoje pela manhã li este e-mail, tenho por hábito responder meus e-mails, tratava-se de um comentário postado no Blog no dia 11 de Fevereiro de 2012, pensei em excluir, mas acabei deixando por se tratar exatamente de pessoas que se julgam saber de tudo, mas que nada sabem, pois a falta de compreensão naquilo que é desconhecido leva a jugar as atitudes do seu próximo, são elas as tais insensatas e sem noção que falam pelos cotovelos, resolvi responder através desta postagem.
RESPOSTA AO COMENTÁRIO - Eu lhe pergunto: "Quem és tu?!." Que tomas o lugar do Pai Celestial para julgar as atitudes, ações, gestos, comportamentos e sentimentos de Mães e Pais que viram seus Filhos partirem prematuramente de suas vidas!!! Não sabes tu, que enquanto críticas o teu próximo porque não entendes tais sentimentos tão nobres, o Pai Celestial encontra-se de Braços abertos para nos abraçar e suas Mãos Santas estão estendidas derramando o Bálsamo Curador para nos curar ao seu tempo. Como podes dizer a nós o que temos que fazer com o quarto e os pertences de nossos Filhotes Amados, achas que não sabemos, que não temos o conhecimento da realidade em nossa vida, que estamos fingindo que nada aconteceu, acaso nos conheces, sabes quem somos ou que fazemos, para dizeres que estamos pedindo para que as pessoas tenham dó/pena de nós? 
Não, não, nós não queremos a piedade de ninguém, mais o RESPEITO pelos nossos sentimentos pelos nossos Filhotes Amados. Se não sabes respeitar o que estamos sentindo, fique quieta no seu canto, refletindo sobre Amor e Respeito ao próximo, sentimentos nobres que provavelmente desconhece, já que sua vida está toda colorida não venha querer nos subestimar com seu conceito desvairado que somos fracos e deprimidos. Com toda a nossa dor, somos cientes que nossa vida continua e que ao tempo Divino as mudanças ocorrerá naturalmente, porque queremos voltar a ser felizes, nunca ouvistes falar: "Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito diz o Senhor dos Exércitos." (Zacarias 4.6.), e ainda queres tomar o nome do Senhor Jesus para orar por nós? Não, nós é que oraremos por você, para que possas discernir melhor as coisas ao teu redor e apesar da nossa dor, temos compaixão de você... sou sincera pois vejo que precisas...
Com todo o meu RESPEITO e carinho aos leitores e seguidores do Blog Mães e Filhos Elo Eterno, se fosse uma crítica construtiva eu aceitaria sem me opor, mas se tratando de uma crítica sem noção pois a leitora desconhece o conteúdo das demais postagens, acabou postando este comentário abaixo seguido de outro sem noção, foi infeliz em sua colocação, talvez não tenha sido esta intenção, mas mostrou sutilmente seu lado desrespeitoso e irônico com a dor da partida de um Filho Prematuramente na Vida de Mães e Pais que lutam para se encontrarem novamente neste mundo, onde seres como ela nos sufocam pelo que falam. 
O Luto de Mães e Pais vem crescendo grandemente nos dias de hoje, e infelizmente, só temos o conhecimento quando estamos vivendo esta realidade dolorosa, e cabe aos demais, o RESPEITO pela dor da separação inesperada, e isso não dar o direito de falarem o que querem por não conhecerem tais sentimentos.
O meu RESPEITO aos psicólogos, terapeutas, analistas do luto e ao núcleo de apoio aos enlutados, seres como este, que não estudou o comportamento humano em processo de perdas de entes queridos, não tem formação alguma, nem estrutura e muito menos experiência vivida para aconselhar alguém, são os que mancham o caráter idôneo dos verdadeiros profissionais da área.
O meu RESPEITO à todas as crenças e credos religiosos, mas os paradigmas cristãos da leitora estão fora de conexão, o que leva acreditar que precisa conhecer mais a fundo o Nosso Deus e Pai Celestial e a Grandeza do Seu Amor pela humanidade, e não ficar no superficial...usando como artifício à Palavra de Deus para impor as suas condições para Mães e Pais Enlutados.
OBS: Com todo o meu RESPEITO a querida leitora que postou o comentário, você deveria ter conhecimento do conteúdo do Blog e da Palavra de Deus, antes de sair falando pelos cotovelos, se achando dona da verdade e que tudo sabe, nunca te pedi para ler, mas já que leu ...reflita... com certeza lhe fará um bem enorme a você mesma, aprenderá um pouco mais sobre Mães e Pais Enlutados... Já que quer falar de Deus, saibas como falar, porque desta forma você afastará aqueles que realmente dependem de um estimulo para vida. Eu já tenho minha posição e a minha fé em Deus e na sua Palavra... Ah! Fique tranquila deixarei você no anonimado para que não sintas vergonha da tua ignorância, não vale apena mostrar aos respeitosos e amados leitores do BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO quem é você.
AFINAL RESPEITO PELOS NOSSOS SENTIMENTOS E A MEMÓRIA DOS NOSSOS ENTES QUERIDOS, É ISSO QUE TODOS OS ENLUTADOS GRITAM..... 
Deus lhe abençoe hoje e sempre....
GRATIDÃO - Sou grata ao Senhor Deus e Pai Celestial que mesmo sem mídia e divulgação o Blog Mães e Filhos Elo Eterno alcançou um Grupo de Mães e Pais Enlutados de todas as denominações religiosas e de todos os países,  juntos somos um só unificados e compreendidos pelos mesmos sentimentos.
Em RESPEITO dedico esta postagem as Mães e Pais Enlutados e a Memória dos Seus Filhos Amados...

AOS LEITORES E SEGUIDORES E ESPECIALMENTE AS MÃES E PAIS ENLUTADOS DO BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS.

MÃES E FILHOS ELO ETERNO

Loading...

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br