O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

PESQUISAR NESTE BLOG

quinta-feira, 20 de junho de 2013

...E A VIDA CONTINUA...

Não é o que dizem todos, quando se dar a partida de um ente querido numa determinada família. Meu Deus! os dedos das minhas mãos, como a dos meus pés podem ser contados inúmeras vezes, pois eu perdi a conta quantas vezes eu tive que ouvir essa expressão, como se não tivéssemos o conhecimento desta verdade, desta dura e cruel verdade em nossas vidas que agora se tornou dolorosa demais.
Aos 31 meses da partida do meu Filhote e tentando me adaptar a todas as mudanças que ocorreram deste então. É tão complicado tudo isso. Por que apesar desta nossa dor, quando digo nossa me refiro; a mim, a minha família e aos demais que passam por este processo de um luto interno por uma ente querido - Filho(a). Carregamos conosco para onde quer que iremos, levamos a saudade e a ausência dos nossos Filhos amados dentro de nós. 
Estes sentimentos nos acompanham e, isto é, tão inevitável quando foi inevitável a partida dos nossos Filhos num dia comum de nossas vidas. Mas, isto não é sinal de fraqueza ou de falta de paz como pensam e dizem por ai.
Quando olho para o tempo que se passou, me parece tão paradoxo - um longo tempo longe do meu Filhote ao que se faz de sua partida, como parece ser tão recente - O tempo não curou, mas calejou bastante a dor em seus efeitos. O tempo deixa a saudade e a ausência constante, sem dar trégua. O tempo deixa muitas lembranças aflorarem, até mesmo aquelas adormecidas, mas nunca o esquecimento. O tempo traz mudanças e adaptações as quais cabe a nós aceita-las. O tempo permiti que eu continue amando meu Filhote inevitavelmente. Durante o tempo que nos envolve e passa por nós, o Espirito do Senhor nós assisti em tudo que vivemos e sentimos, concedendo tudo o que precisamos: "Da mesma forma o Espirito nos ajuda em nossa fraqueza..." - Romanos 8:26.
INEVITÁVEL - O que não pode ser evitado; aquilo que não se pode impedir. A partida de um ser amado é inevitável para nós, ela sempre estará por vim, só não sabemos quando, onde e como acontecerá? Eu não pude impedir e nem as pessoas que estavam comigo naquele dia 20 de Novembro de 2010 puderam, nenhumas delas. Não escolhi o dia e nem o lugar e tão pouco a hora, eles haviam sido escolhido pelos noivos para serem abençoados para oficializarem o noivado aos familiares que ali estavam. Eu lembro que ao começarmos o meu Filhote foi quem trouxe a bíblia - Palavra de Deus ou Palavra de vida - para o meu esposo usa-la, como tudo que fazemos em Jesus Cristo. Nenhum dos que estavam presentes sabiam do que viria acontecer logo após (...) se para mim tem sido difícil viver com este fato, eu posso imaginar que para algumas pessoas ligadas diretamente ao ocorrido, também tem sido difícil, ainda que elas não assumam ou não aceitem o fato que marcou nossas vidas para sempre, que se tronou inesquecível em nossas vidas.
...E a vida continua... sim, e com ela tudo que foi traçado para nossa trajetória terrena, se choramos ou sorrimos, se vencemos ou perdermos, se amamos ou odiamos, entre chegadas e partidas, desencontros e encontros o que verdadeiramente fará ou deixará de ter sentido para nós, só saberemos quando vivermos o que a vida  nos proporcionar.
Desta forma saberemos o que valeu apena, e se valeu apena, se tornou importante para nós com certeza inesquecível mesmo que o tempo passe sobre nós. Desta maneira ela continua cumprindo o seu ciclo sobre nós que ficamos e não podemos impedi-la o seu percurso, mesmo que seja dolorosa, saudosa demais em determinados momentos para nós.
Mas, nós temos que continuar, precisamos continuar - porque os nossos Filhotes eles sempre acreditaram em nós - e, não é porque estamos temporariamente separados deles que temos que fraquejar. 
Estamos caminhando em diferentes caminhos paralelos; o nosso terreno a passos lentos, o deles espiritual na Presença de Deus, e num determinado momento da caminhada haverá o grande Reencontro para todos nós. A força vem, o consolo vem, o amparo vem e por incrível que pareça o desejo de continuar caminhando e seguindo em frente vem, pois o nosso Deus e Pai Celestial de todos nós sabe do que precisamos sem ser preciso pedir à Ele: "SENHOR, Tu me sondas, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó Senhor, tudo conheces, Tu me cercas por detrás e por diante, e puseste sobre mim a Tua Mão, tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não posso atingir. Para onde me irei do Te Espírito, ou para onde fugirei da Tua Face? Se subir ao céu, lá Tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que Tu ali estás também" - Salmos 139: 1 ao 8.
São nestas Palavras de Vida que eu encontro o meu Deus, o meu Senhor, bem eu sei, quantas vezes eu me sinto só, estando com outras pessoas onde a dor da partida de um Filho é ausente, mas quando eu fecho os meus olhos e elevo o meu pensamento em Deus posso contemplar com os meus olhos espirituais o que planejou para mim na eternidade. Então me alegro porque meu Filhote juntamente com Deus estarão sempre comigo. 
Deus sabe que não chegou a minha hora, sabe que eu preciso continuar, sabe que para isso eu dependo totalmente de tudo que d'Ele emana, somente Ele poderá me levar até o meu Filhote e me capacitará para isto acontecer, pois esta é sua promessa para mim: "...Agora o tabernáculo de Deus está com os homens, com os quais ele viverá. Eles serão os seus povos; o próprio Deus estará com eles e será o seu Deus. Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem (vida) já passou" - Apocalipse 21: 3 e 4.
Sendo assim não importa os que as pessoas pensam e digam de mim em meus momentos saudosos, em meus momentos angustiantes pela presença do meu Filhote e o quanto as lembranças de tudo que vivemos eu tenho, eu preciso trazer-las para o meu presente para prosseguir com Deus aqui na terra - uma vez que o meu futuro é ao lado de Deus e de tudo que d'Ele emana lá no céu inclusive o meu Filhote.
E por mais que seja dolorosa e saudosa a vida, eu preciso continuar - mesmo que meu Filhote esteja ausente da minha trajetória terrena e ainda que eu viva de lembranças - eu preciso prosseguir, seguir em frente com a minha fé inabalável em Deus e na sua promessa para comigo. Assim eu vou, sendo conduzida por Deus dando um passo de cada vez, ainda que seja lento, devagarinho, porém sempre: "Guardemos firme a confissão da nossa esperança porque fiel é o que prometeu" - Hebreus 10:23 

REFLEXÃO MÁRCIA SANTOS - Sou uma mãe como qualquer outra, acredito que não houve diferença no meu comportamento quando meu Filhote partiu, eu senti o que todas sentem, são os mesmo sentimentos, dentro de mim havia; revolta, amargura, tristeza, decepção, frustração, quantas vezes queria uma explicação que pudesse ser aceita por mim para entender o que havia ocorrido, questionei tantas vezes, perguntei porquê? inúmeras vezes para Deus, briguei com Ele e me afastei por 4 meses, por conhecer a Sua Palavra - Promessas - para mim, eu tive a sensação que o meu melhor amigo havia falhado comigo.
É tão verdadeiro quando lemos ou ouvimos alguém dizer: "Deus sem você, sem mim continuará sendo sempre Deus e jamais deixará de ser Pai. Mas eu e você sem Deus, o que seremos?"
Não foi fácil tomar uma decisão da forma que eu me encontrava, nunca será para ninguém, ter que fazer uma escolha. Mas chega uma hora que precisamos escolher e muitas vezes podemos não acertar e se arrepender para sempre. A minha hora havia chegado eu precisava escolher e fiz a minha escolha e confesso que não me arrependerei jamais.
O tempo passou a revolta, amargura, tristeza, decepção e a frustração cessaram dentro de mim, pois o que prevaleceu foi o meu Amor pelo meu Filhote, este sentimento é muito maior que qualquer outro sentimento negativo dentro de mim. As explicações, as respostas e os questionamentos dos porquês nunca vieram para que eu pudesse entender e provavelmente nunca virão, e as vezes penso que tem certas coisas que melhor não sabermos: "As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos Filhos para sempre,para que cumpramos todas as palavras desta lei da vida" - Deuteronômio 29:29 - Me reconciliei com Deus e procuro me aproximar cada vez mais de Sua Presença. Reconheci que a minha capacidade de compreender é limitada. Mas o Senhor Graciosamente respeitou o tempo dos meus conflitos e quando me silenciei pude ouvir a voz Sua Voz me chamando, porque Ele me ama, Ele me quer na Sua Presença.
Se alguém me perguntar: "Márcia, você ama Deus?" Eu responderei com toda certeza do meu coração: "Sim, mais do que tudo que eu tenho no céu como na terra. Ele é o vinculo de tudo que eu tive, que eu tenho e que eu venha ter na minha trajetória terrena. Eu amo muito o meu Filhote, mas também sei que Deus o ama muito mais, pois tomou para Si do seu jeito, da sua maneira. Se esta foi a vontade de Deus para mim, eu respeito, embora não compreenda mais eu respeito. Quando eu estou passando por um momento de tempestade - é Ele, o meu melhor amigo que segura a minha mão e não me deixa submergir - assim como Ele ama o meu Filhote, Ele também me ama."
Alguns meses antes do meu Filhote partir, começamos cantar juntos, ele na bateria e eu no teclado o louvor do Ministério Trazendo a Arca que logo depois foi regravado na voz da cantora Soraya Morais - "Sobre as águas" - e todas as vezes que eu ouço lembro com grande alegria do meu Filhote, ele fazia um repique que me impressionava muito, ele não perdia o ritmo e nem o tempo do louvor. Eu percebia como meu Filhote crescia e se desenvolvia na Presença de Deus, a liberdade ou a ousadia que ele tinha para dar o seu melhor. Eu acredito que agora Face a Face com Deus ele faz muito mais do que foi feito na terra. 
No final, tanto aqui na terra com lá no céu temos que evoluir, crescer ou desenvolver sempre para o melhor. É isto que eu espero, quando lembro do meu Filhote percebo o exemplo que ele me deixou, e espero que algum dia, quando não estiver mais aqui as pessoas possam lembrarem de mim e perceberem algo de bom deixado por mim.... Meu Filhote tinha o hábito de perguntar para as pessoas: " E ai - Fazendo o que de bom?" 
Hoje compartilho com você este louvor. O sol havia se posto quando meu Filhote partiu, a escuridão da noite entrou na minha vida neste dia, mas Deus me guiava. A tempestade dos turbilhoes de conflitos dos sentimentos afloraram dentro de mim. No Amor de Deus eu encontrei abrigo. Todos os conflitos existentes no luto tentaram me submergir. Porém, as Mãos do Senhor me trouxeram de volta para respirar e continuar a minha jornada. Por tudo que fizeste e por tudo que irás fazer em minha vida eu declaro: Tu és o Deus da minha salvação, a minha doce canção, a minha eterna paixão e o meu louvor para todo o sempre eu Te darei... Meu Senhor, vida minha.
 Obs:  Click no rodapé do blog para pausar musica Angel - Cantora Sarah Mclachlan
Atualmente é assim que eu sinto este louvor na minha vida, ele me traz calma,  fé e esperança, nele houve um tempo muito especial vivido com meu Filhote, que será preservado dentro de mim para sempre.

ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS AOS LEITORES, SEGUIDORES E AOS PAIS ENLUTADOS DO BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO.

MÃES E FILHOS ELO ETERNO

Loading...

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br