O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

PESQUISAR NESTE BLOG

sábado, 20 de julho de 2013

POR TRÁS...

De um sorriso, um olhar, umas palavras ou até mesmo um gesto que fazemos - nem tudo é o que parece ser... É bem complicado, pois as pessoas que estão em nossa volta precisam ver o sorriso nos lábios, um olhar alegre, palavras animosas e gestos contagiantes para acreditarem que nos Mães e Pais Enlutados pelos seus Filhos estamos bem. 
Agora são 32 meses da partida do meu Filhote, eu não sou mais a mesma e nada é como antes, somente Deus verdadeiramente é conhecedor. Ele vem me mostrando uma realidade que era totalmente desconhecida por mim, mas hoje é tão nítida, tão clara tão esclarecida. No decorrer deste tempo, compartilhei com Mães e Pais que se camuflam para não serem hostilizados pelos outros por causa do luto que vivem pelos seus Filhos. 
Como é triste saber que muitas vezes se protegem desta maneira da espécie humana que é incompreensível entender a perda de um(a) Filho(a). 
Mesmo na dor Mães e Pais Enlutados tem a capacidade de se camuflarem por fora, mas por dentro estão gritando por causa da dor sentida pela separação inesperada, por causa da saudade que é constante, por causa da ausência física que os olhos desejam ver, as mãos desejam tocar, os ouvidos desejam ouvir (...) queremos tudo o que sempre fizemos, mas que agora somos impedidos. Somente o coração é concedido poder sentir todo o nosso amor que transborda dentro de nós. E expressar este amor é algo que incomoda algumas pessoas, quando ele não é expressado com um sorriso nos lábios, com um olhar alegre, com palavras animadoras e com gestos contagiantes. 
CAMUFLAGEM - É o conjunto de técnicas e métodos que permitem a um dado organismo ou objeto permanecer indistinto do ambiente que o cerca, é um recurso resultante da ação da seleção natural sobre certa espécie  usado para se proteger dos seus predadores. Sim isto serve para nós. É preciso aceitar a verdade, eu tenho aprendido neste tempo que por sermos verdadeiros com os nossos sentimentos em relação aos nossos Filhos que partiram, podemos ficar sozinhos, porque ninguém que estar ou compartilhar dos mesmos sentimentos, sendo incapazes de compreenderem ou aceitarem que mudamos.
Somente quem vive o que estamos vivendo sabe o que de fato estou falando. Quando percebo que alguém vem tentar me tripudiar, me apoquentar costumo dizer assim: "Só vivendo pra saber e quando se vive se torna capaz de compreender, se não viveu e nem estar vivendo então, não é capaz de compreender tais sentimentos." 
Quando se trata da partida de um(a) Filho(a) é desta forma mesmo, e esta não é só a minha verdade, é a verdade de Mães e Pais Enlutados de qualquer lugar ou credo religioso. Não me importo se me chamam de grossa ou de bruta por dizer as verdades dos meus sentimentos por aquelas que não são capazes de entender - não preciso e nem quero me camuflar - tenho que ser sincera e verdadeira comigo mesmo, não preciso e nem quero demostrar forças para ninguém. Aprendi deste cedo que as pessoas ouvem aquilo que querem ouvir, vêem aquilo que querem ver para se satisfazerem a si mesmas.
Por trás.. De um sorriso nos lábios pode haver tristeza... De um olhar alegre pode haver lágrimas... De umas palavras animosas pode haver um silêncio... E até mesmo de um gesto pode haver um pedido de socorro - nem tudo é o que parece ser... Porque tem coisas que o coração só fala... Para quem sabe escutar. Não quero ter uma multidão de pessoas sentindo o que eu estou sentindo ou chorando porque estou chorando, quero ter pessoas sensíveis ao momento que vivo e que saibam fazer a diferença, quando não mais há, mesmo não vivendo o que estou vivendo.
DIA 05 DE ABRIL DE 2013 - Me chamaram para confortar uma Mãezinha chamada Sueli que havia acabado de ver seu Filhote partir com 18 anos, faltavam apenas 7 dias para completar 19 anos. Ao chegar, eu me vi naquela Mãe; as palavras sumiram, as lágrimas desceram, eu abrir meus braços e apertei o máximo que pude, depois de um determinado momento disse: "A tua dor é a minha dor, não precisa demostrar forças seja você mesma e chore pelo seu menino." Aquela Mãe que parecia ter aceitado a partida do seu Filhote, que demostrava forças aos demais, onde as lágrimas pareciam não existir, ela desmoronou - o que gritava por dentro, colocou pra fora.
Depois do encontro com a realidade dura e cruel, ela me contou o que aconteceu; muitas vezes seu Filhote saia com seus amigos, bebia um pouco e andava de skate com eles. Nenhum dos seus amigos entendiam o que havia acontecido no sábado 30 de Março de 2013, todos haviam bebido um pouco e todos andaram de skate, ninguém viu que o Lucas havia se desequilibrado do skate, só viram quando estava deitado no chão, pensaram que era uma brincadeira, mas Lucas estava inconsciente. Foi feito todos os procedimentos. Lucas havia partido. Talvez para algumas pessoas Sueli estava forte e conformada, para mim era apenas uma Mãe camuflada. 
A lágrima ela não dói, o que dói é o motivo pela qual ela é derramada pelos nossos olhos, e é isso que precisa ser respeitado e aceitado mesmo que não seja compreendido. Uns dos maiores motivo pelo qual é derramada se refere a dor da perda, que só o coração é capaz de sentir, quanto maior é o Elo de Ligação, maior é a dor. Ver alguém partir é muito doloroso e triste, mas uma realidade em nossas vidas - Quantos estão partindo neste momento? Quantos estão chorando neste momento? Quantos corações estão sentido a dor da perda do ente querido neste momento? - Meu Deus! ... a cada minuto do nosso tempo pessoas próximas ou distantes, anonimas ou famosas, que são especiais, queridas, amadas estão partindo e muitas de formas inesperadas, num dia comum de suas vidas. Com tudo, o ciclo da vida não deixa de se cumprir o seu tempo, muito curto, curto, longo ou longo demais em nossas vidas.

REFLEXÃO MÁRCIA SANTOS - Neste texto poético da escritora - Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas - uma mulher simples, era doceira e muito sabia na sua simplicidade de ser, é conhecida pelo seu pseudônimo  - Cora Coralina - ela diz assim:
"Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que caricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja curta, nem longa, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar.
Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."
Somos nós que damos sentido à vida e a tudo que sentimos, quando somos verdadeiros e sinceros. Eu sei que para cada lágrima que derramamos existi um motivo triste e doloroso. Se estamos entristecidos, doloridos e feridos por um determinado motivo, devemos e podemos derramar as lágrimas dos nossos olhos. Através do choro somos aliviados, mas não curados. Derrame as lágrimas pelo tempo que for necessário, elas irão cessar, com o tempo, não porque secaram dentro de você, mas porque Deus lhe concedeu forças para parar de derrama-las e começar a sorrir: "Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;" - Mateus 5:4 - Você irá sorrir, acredite nisto, ainda que não seja um sorriso pleno cheio de alegria e contagiante, com satisfação ou de contentamento, mas com toda a certeza do mundo, será um sorriso verdadeiro e sincero - Para que segurar uma lágrima? Para mostramos que temos forças (...) Devemos derramar-la para mostrarmos que temos sentimentos com aqueles que amamos e iremos continuar amando.

ABRAÇOS FRATERNOS DE MÁRCIA SANTOS AOS LEITORES, SEGUIDORES E AOS PAIS ENLUTADOS DO BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO.

MÃES E FILHOS ELO ETERNO

Loading...

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br