O ELO MATERNO

O Elo Materno é a Ligação mais profunda e amorosa entre todos os elos existentes. Por isso a dor e a saudade da ausência do(a) Filho(a) que partiu doe e machuca o coração de uma mãe. Este Elo foi quebrado e como emenda-lo?
Quando nossos Filhos se vão, como continuar viver a vida? Quanto tempo precisamos para nos fortalecer? Dor e saudade será que poderemos supera-las? Existem outras pessoas que dependem de nós? O que mudou em nós? São perguntas que precisam de respostas, e só o tempo nos dará...

PESQUISAR NESTE BLOG

domingo, 1 de janeiro de 2012

AONDE QUE QUE EU VÁ... TE LEVO COMIGO!!!

Estamos em 2012, e o grande placa numérico do calendário da vida me acompanhará, estou caminhando para segundo ano sem meu Filhote na minha vida, ao termino de 2011 poderia falar que o ano passou rápido demais, mas não foi assim comigo. Ele passou lentamente, cada dia, cada semana e a cada mês que se avançava, como uma navalha retalhando o meu corpo, minh'alma e os meus sentimentos, não sei como pude suportar viver sem a presença do meu Filhote na minha vida, não sei como a dor não me destruiu, não sei como a saudade não me enlouqueceu, não sei como a tristeza não aniquilou meu coração, não sei como o luto não me eliminou da face da terra, na verdade não sei como estou entre os mortais neste ano de 2012, mas sei que tudo será igual, como o ponteiro de um relógio, gira, gira, gira passando pelo mesmos números informando os mesmos segundos, minutos e as mesmas horas, permanecendo no mesmo giro em todo tempo, assim serei eu permanecendo nos mesmos sentimentos entre os dias, semanas e meses que se vão deste ano.
A ausência do meu Filhote é tão cruciante, ao tempo que é inacreditável que ele partiu da minha vida de forma inesperada, prematura, que tudo é um pesadelo horroroso, que me deixa agonizando por horas, dias, meses e anos, do qual não posso acordar. 
Não esperava a partida do meu Filhote, ela não estava prevista em minha vida, com ele eu acreditava que viveríamos muitas conquistas e vitórias, sonhos, realizações e muitos momentos felizes juntos. 
A minha partida eu prévia na vida do meu Filhote quando chegasse o momento certo, eu teria que partir, a vida me surpreendeu amargamente, como fel, me possibilitando sentir os seus dissabores.
Quando olho para dentro de mim, no mais íntimo do meu ser, procurando ver se encontro o pilar que me sustenta, que me da o sopro de vida que tenho, que me da movimentos, que me impulsiona a caminhar, por mais que não haja razão da minha existência, fico tão impressionada com que vejo, a imagem do meu Filhote entre os seus 12 e 14 anos de vida, eu ainda não trabalhava, por isso estava sempre presente em sua vida, fazendo marcação cerrada e curtindo tudo que ele fazia, dos seus 14 aos 17 anos de vida e vinte quatro dias, eu estava trabalhando, apesar de ver as suas mudanças acontecerem, não pude acompanha-las como antes, mas sempre estive próximo, mantendo a nossa cumplicidade, os nossos segredos, o nosso elo, os fins de semanas e feriados em família era tudo que eu queria, para curti-lo de montão. 
As vezes eu programava algo para nós e ele falava; "mãe eu vou em tal lugar fazer isso ou aquilo, já esta combinado" ou simplesmente dizia: "outro dia mãe, não estou a fim, nosso respeito era mútuo, eu sabia que ele iria seguir seu próprio caminho, tomar suas próprias decisões, que aos poucos deixaria de ser aquele bebê que os meus braços maternos acalentava. Ainda assim, e por mais que ele crescesse e os anos passassem para ele, aos meus olhos ele continuaria sendo sempre o meu bebê que precisaria a qualquer momento ser acalentado nos meus braços materno. 
Nestes momentos em que olho para dentro de mim, vejo a sua imagem viva, tão real, em minha memória dizendo: "mãe, é preciso continuar", eu sinto seus braços a me apertarem contra o seu corpo, como fazíamos em tempos de turbulências. Penso que seria eu acalenta-lo em meus braços, em vez disso, ele me acalenta em seus braços, não consigo dizer nada, eu apenas quero continuar sentindo a sensação boa de ser abraçada por ele, meu bebê, que eu tanto amo.
Hoje primeiro dia do ano de 2012, fomos ao Templo, participamos da Santa Ceia do Renovo, Provérbios 24:10,  eu precisava buscar renovações, renovar o meu espirito cansado, abatido e entristecido, renovar minha vida com a Presença de Deus, pois d'Ele virá toda a força que eu preciso para viver e superar 2012, e com ele todas as datas comemorativas; Salmo 118:14a renovar-me e preparar-me para viver sem a presença do meu Filhote na minha vida, somente com sua imagem viva em minha memória, também usei umas das camisetas, já que não posso tê-lo fisicamente por perto, terei sua imagem junto a mim, assim, aonde quer que eu vá... te levo comigo!!!! meu Filhote Amado, expressando o meu Amor Eterno.
Preciso de Deus na minha vida como o ar que eu respiro, Sua Presença terá que ser maior em minha vida, quanto mais de Deus eu tiver, menos espaço terá para a dor, para saudade, para tristeza, quanto maior o meu envolvimento com Deus, menos dor, saudade e tristeza eu sentirei.
Sei que os anos passarão para mim, os sinais da velhice chegarão e ficarão em evidência sobre os meu rosto, sobre o meu corpo, mas tu, meu Filhote Amado, serás Eternamente Jovial... Eternamente lindo... Eternamente... 
E serás assim, que eu te verei em nosso encontro na Eternidade... demore o tempo que for, passe os anos que passarem, eu te verei na Eternidade ... e com você Eternamente estarei...


 NOSSOS FILHOS EM NOSSA VIDA O TEMPO TODO - Neste Réveillon, sei que muitas Mães como Pais Enlutados procuraram uma maneira de trazer a imagem de seus Filhos Amados em sua vida,  entre 00:00hs e 00:01 hs de 2012, eu estava usando uma camiseta com imagem do meu Filhote, a dor da ausência física foi amenizada com sua foto na camiseta, quando o ponteiro do relógio marcou os primeiros segundos para concluir o primeiro minuto de um novo ano, estávamos abraçados e juntos na janela olhando os fogos de artifício enfeitarem o céu com seus coloridos e formas diferentes, me dei conta que meu Filhote estava conosco e estávamos todos abraçados. 

Esta foi a maneira que eu encontrei de estar com meu Filhote, somos mães saudosas. A minha querida Annalu mãe de Rafa usou uma camiseta também, minha querida Flávia mãe de Elza Cristina usou também, minha querida Sonia Stefani mãe de Vitor, tatuou as inicias do nome de seu Filhote em suas costas, ela disse que; "doeu, mas a dor não se compara com a dor que ela sente pela partida de seu Filhote", seu esposo tatuou a imagem de Vitor em seu braço esquerdo e tantas outras mães e tantos outros pais enlutados e saudosos pelos seus Filhos Amados procuraram uma maneira de estarem próximos dos seus Filhos que permanecem vivos em seus corações. 
A vida nos negou de vivermos com os nossos Filhos Amados, nem por isso desistiremos de continuar acreditando que nada podemos fazer, sempre acharemos um jeito de amenizar a dor e a saudade, não tem imitação, regras ou padrão a serem seguidos, somos tomados por estes sentimentos que nos leva a termos os mesmos gestos para com nossos Filhos, quanto eu digo; "que daria a minha própria vida pela do meu Filhote", sei que se eles pudessem também dariam suas vidas pela vida dos seus Filhos, nosso Amor de mães e pais ainda é, e sempre será incondicional, amaremos os nossos Filhos mesmo na distância, em todos os anos que teremos que viver, sempre acharemos uma forma ou uma maneira de tê-los conosco.
Quem neste ano como os demais anos de nossa vida o Senhor Deus e Pai Celestial, nos renove; 
Com Sua Força, para que possamos seguir enfrente a nossa trajetória...
Com Seu Poder, para que possamos ajudar uns aos outros em nosso mundo de Pais Enlutados...  
Com Sua Fé para que possamos continuar acreditando que um dia estaremos com nossos Filhotes Amados, pois esta é a nossa Esperança que guardamos em nosso coração até que aconteça...
Com Sua Proteção para os Filhos que ficaram em nosso regaço...
Com Seu Amor Eterno o qual  nos concedeu a Graça de sermos chamados de seus Filhos...
É o meu desejo com todo o meu Amor e Carinho a todos os Enlutados...
ABRAÇOS FRATERNOS DE
 MÁRCIA SANTOS E FAMÍLIA
AOS SEGUIDORES E LEITORES E EM ESPECIAL AOS PAIS ENLUTADOS
                                         DO BLOG MÃES E FILHOS ELO ETERNO 






2 comentários:

  1. Realmente só nós pais enlutados sabemos o quanto o nosso amor pelo nossos filhos permanecem em nosso coração, nada pode impedir-nos de ama-los ainda que seja na distância... Tudo que você minha querida Márcia escreve percebo que é puro, verdadeiro, vem de dentro de ti, somente uma pessoa iluminada pelo Senhor Deus poderia ter esta capacidade suprema, continue assim... Sei que o seu Teteu é feliz por ter a mãe que tem... Beijos no teu coração amada do Senhor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossos Filhotes partiram, mas não levaram como eles o nosso amor, o nosso carinho, as nossas lembranças, isso tudo ficou conosco e amaremos mesmo na distância, porque somos pais e mães e eles nossos Filhotes Amados e Queridos escolhidos por Deus para não se perderem neste mundo onde os dias são maus.... Deus lhe Abênçoe em seus dias ...

      Excluir

CONTATOS FEITOS POR:

Telefones: (011) 5928-7080 ou (011) 98939-3955
Email: marushasantos@uol.com.br